Home - Convergência Digital

Oi amplia cobertura com 4,5G e chega a 35 municípios

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 03/10/2019

A Oi anunciou a expansão, em setembro, da cobertura móvel apelidada 4,5G para mais nove cidades, em quatro estados, chegando a um total de  35 municípios espalhados pelo país com a tecnologia de agregação de canais para turbinar a capacidade do 4G convencional. 

As novas cidades a receber a tecnologia são Manaus e Presidente Figueiredo no Amazonas, Goiânia em Goiás, Bocaiuva, Corinto, Buenópolis, Divinópolis e Varginha em Minas Gerais e, Porto Alegre no Rio Grande do Sul.

 “No segundo trimestre, a Oi foi responsável por 33% do market share de novas aquisições do pós-pago, o que contribuiu para um aumento de 11,5% na receita do serviço no período”, diz a companhia. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/11/2019
Na Espanha, Telefônica diz que Oi iniciou contatos para vender operação móvel

07/11/2019
Oi pede, mas Anatel nega reabertura de negociação para troca de multas

07/11/2019
Oi adia para dezembro divulgação do balanço do terceiro trimestre

30/10/2019
Oi vai ao leilão comprar as frequências 5G e 700 MHz

30/10/2019
Oi vai vender 10 datacenters e 8 mil imóveis para gerar caixa

29/10/2019
Interesse da Vivo na operação móvel da Oi depende do leilão do 5G

28/10/2019
Após queixa da TIM, Anatel revê preços de dutos da Oi e Telefônica

18/10/2019
Questionada pela CVM, Oi diz que não controla intenções de compra

16/10/2019
"Claro que temos interesse na Oi", diz América Móvil

09/10/2019
Claro e TIM perdem. Oi fica sem poder de mercado em São Paulo, Centro-Oeste e Sul

Destaques
Destaques

5G exige políticas públicas e apoio do Governo

Como ressalta o diretor de relações governamentais da Huawei, Carlos Lauria, investimentos pesados em infraestrutura de redes envolvem políticas públicas em qualquer país. 

Redes privadas no 5G impulsionam o crescimento econômico do País

“Nas quatro verticais indicadas pelo governo as redes privadas podem ter impacto forte. Por isso a abertura regulatória é muito importante”, defende a gerente da Qualcomm, Milene Pereira. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site