GESTÃO

Decreto regulamenta plataforma única para repasses federais

Luís Osvaldo Grossmann ... 02/10/2019 ... Convergência Digital

Anunciada ainda em abril, foi formalizada no Decreto 10.035/19, publicado nesta quarta, 2/10, a Plataforma +Brasil, um sistema online centralizado, com dados abertos, para transferência de recursos federais para estados, municípios e organizações sociais. 

É, na prática, uma grande ampliação do sistema de convênios, Siconv, que tem cerca de 135 mil usuários e trata somente de 2,5% das transferências, da ordem de R$ 10 bilhões. A nova plataforma permite monitoramento de todas as transferências, que somam R$ 380 bilhões por ano. 

O objetivo é que todos os sistemas estejam integrados até 2022, englobando 500 mil usuários. O cronograma previa a integração, ainda em 2019, do Fundo Penitenciário e do Fundo de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, que movimentam R$ 2,5 bilhões ao ano, além de convênios em Ciência, Tecnologia e Inovação, da ordem de R$ 110 bilhões anuais. 

“Fizemos um censo e identificamos 29 modalidades de transferências de recursos da União para estados, municípios e organizações de terceiro setor. Com o Decreto de hoje, as modalidades que estavam no Siconv já migram para a nova plataforma. E estamos trabalhando para até 2022 trazer as outras 24 modalidades, algumas delas ainda até o fim deste ano”, afirma o secretário de gestão do Ministério da Economia, Cristiano Heckert. 

Entre as previsões do Decreto, a ordem de que nas transferências operacionalizadas na Plataforma +Brasil os órgãos e as entidades da administração pública federal não poderão solicitar dos recebedores de recursos documento disponível em base de dados federais oficiais que possa ser obtido diretamente no sítio eletrônico do órgão ou da entidade responsável.


Carreira
Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação

Iniciativa da Digital Innovation One e do Sindicato patronal de TI de São Paulo pretende capacitar mão de obra e identificar talentos em tecnologia. Os interessados podem, por exemplo, aprender Javascript, HTML, Reactjs, banco de dados, Python, Git, blockchain e inteligência artificial.

Empresas de software reagem a novo imposto no Rio de Janeiro

Tributo, oriundo do Fundo Orçamentário Temporário (FOT), passaria a valer a partir de 01 de janeiro, mas liminar, concedida à FIRJAN, adiou a cobrança para março. "Legislação é inconstitucional e vamos reagir", diz o presidente do TI Rio, Benito Paret.

Contrato bilionário de serviços na nuvem do TJSP com Microsoft volta à mesa com decisão do STF

Supremo suspendeu uma resolução do CNJ que obriga aos tribunais a adotarem plataforma desenvolvida pelo próprio Judiciário para tramitação eletrônica de processos.

Ministério da Justiça vai usar OTTs de mensagem para mandar intimações

Não está claro se as intimações irão por WhatsApp e Telegram ou por apenas um OTT. Os interessados têm de concordar em receber a intimação pelo celular.

Governo estuda como transferir dados para Serpro e Dataprev pós-privatização




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G