Home - Convergência Digital

Maratona de Hackers no Rio terá competição internacional da NASA

Convergência Digital* - 01/10/2019

O Hacking.Rio – maior maratona de desenvolvedores da América Latina – abre novas inscrições, até 10 de outubro, pelo site www.hackingrio.com. Em sua segunda edição, o hackathon reunirá mais de 1.500 hackers e especialistas em inovação, tecnologia e empreendedorismo para gerar soluções de alto impacto para problemas reais enfrentados pela sociedade no atual processo de transformação digital.

O Hacking.Rio terá 42 horas seguidas de desenvolvimento de novas tecnologias além de conferência internacional e fórum de novos negócios e o hackaton da NASA,  entre os dias 18 e 20 de outubro, no Aqwa Corporate, no Porto Maravilha. Por conta da troca de data da realização do evento, a organização abriu novas vagas para hackers.

Mais de mil desenvolvedores e programadores, designers e profissionais da área de negócios se inscreveram para participar de 42 horas de competição de desenvolvimento de novas tecnologias capazes de solucionar problemas como os de transporte, saúde e educação no Rio. Os perfis foram selecionados por um comitê e alocados nos 15 hackathons temáticos que acontecerão simultaneamente.

Os temas que os grupos de hackers vão trabalhar (clusters) serão: educação; energia; esporte; alimentação; construção, economia criativa; seguros; mobilidade; óleo & gás; distribuição e conveniência; segurança, defesa e cybersecurity; sustentabilidade e oceanos; cooperativismo de plataformas e turismo.

Os times vencedores de cada hackathon ganharão R$ 1,5 mil e o grande vencedor do Hacking.Rio, aquele que apresentar o projeto mais bem avaliado por uma banca de especialistas, receberá a premiação de R$ 15 mil, o 2º lugar de R$ 5mil e o 3º lugar R$ 2,5 mil, Ou seja, somam R$ 45mil em prêmios. Os participantes, que vêm de todas as partes do país, contarão com o suporte de mentores técnicos e especialistas do segmento. Dentro dos desafios de cada setor, deverão ser trabalhados os 17 desafios dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, que devem ser implementados por todos os países do mundo até 2030.
 
Competição internacional da NASA

Uma novidade este ano é que o Hacking.Rio abrigará o hackaton internacional NASA Space Apps Challange 2019. A competição da agência espacial dos Estados Unidos acontece simultaneamente em mais de 200 cidades ao redor do mundo. As inscrições também já estão abertas e devem ser feitas até o dia 10 de outubro, diretamente pelo site: https://www.spaceappsbrazil.org/. As vagas são gratuitas, mas limitadas a 1000 participantes.

Nesta edição, a NASA abrirá sua base de dados colhidos em suas mais diversas missões e pesquisas, com os dados sendo usados pelas equipes à vontade. A primeira edição do evento aconteceu em 2012, e na edição de 2018, primeira vez que aconteceu no Rio, contou com 18 mil participantes em mais de 200 cidades espalhadas por 75 países.  No Brasil, além do Rio, participarão Curitiba (PR),  Foz do Iguaçu (PR), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Campina Grande (PB) e Manaus (AM) e outras.

“Na era da transformação digital, em que buscamos criar negócios exponenciais e reinventar nossas carreiras, o hackathon é uma ferramenta de aprendizado coletivo, ágil, uma experiência única para ajudarmos a inspirar a nova geração de “smart people”. Gente que cria, faz e inova como propósito de vida”, diz Lindália Junqueira, realizadora do Hacking.Rio e co-fundadora do movimento Juntospelo.Rio.

Para fornecer comodidade aos participantes, a organização do evento fornecerá alimentação, espaço para uma soneca e disponibilizará banheiros para que tomem banho. Em 2018, em sua primeira edição, o evento já se consagrou como maior hackathon da América Latina, em números. Foram 589 hackers, 187 mentores, 41 jurados e 115 projetos desenvolvidos em 42 horas de programação. Para resistir à maratona, foram consumidas 15.760 garrafas d’água, 5.600 fatias de pizza e 1.800 sanduíches, além de muito café.

Serviço:
Hacking Rio
Inscrições gratuitas – Até 10 de outubro de 2019
www.hackingrio.com
Data evento: de 18 a 20 de outubro de 2019
Local: Aqwa Corporate – Porto Maravilha - Rio de Janeiro, RJ

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/01/2021
SENAC e empresas de TI se unem e formulam curso de programação Full-Stack

05/01/2021
Accenture e Gama Academy abrem 60 vagas para capacitação de programadores

24/11/2020
paySmart-Elo promovem maratona de desenvolvimento

04/11/2020
Fusão de startups nacionais cria maior comunidade de Devs da América Latina

02/10/2020
edTech nacional cria escola para formar programadores Web

21/09/2020
Julia, R e Scala: as linguagens de programação para ciência de dados

17/09/2020
Stefanini promove Maratona de Desenvolvimento 2020

11/09/2020
Procura por programador chegou a crescer 157% no Brasil por conta da Covid-19

25/08/2020
São Paulo tem 25 mil bolsas para formar programadores de games

24/08/2020
Escola de programação promove maratona de programação exclusiva para mulheres

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A confiança é ganha com mil atos e perdida com apenas um

Por Luis Banhara*

À medida que o conceito de trabalho se descola dos escritórios, mesmo que parcialmente, surgem novos desafios de segurança. A superfície de ataque foi ampliada.

Destaques
Destaques

Na liderança, curiosidade insana e coragem impactam mais que a competência

Vice-presidente para setor público na AWS, Teresa Carlson, e Indra Nooyi, membro do board da Amazon e ex-CEO e chairman da PepsiCo, admitiram que a Covid-19 tem provocado crises existenciais em muitas pessoas e que, há, sim, um forte e um injusto desequilíbrio para as mulheres.

Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

Pesquisa nacional, realizada pela Assespro-Paraná e pela UFPR, mostra a desigualdade econômica do país. No Nordeste, em Sergipe, a média salarial é de apenas R$ 1.943.00. Em São Paulo, essa média sobe para R$ 6.061,00. Outro ponto preocupante: a diferença salarial entre homens e mulheres segue acima de dois dígitos.

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site