GOVERNO

Carteira de Trabalho digital adota CPF para identificar trabalhador

Luís Osvaldo Grossmann ... 24/09/2019 ... Convergência Digital

O governo federal publicou nesta terça, 24/9, a Portaria 1.065/19, com as regras para a emissão da nova Carteira de Trabalho digital, que além de ser equiparado ao documento em papel passa a adotar como identificação do trabalhador o número do CPF. 

Segundo a norma, a Carteira de Trabalho digital será previamente emitida a todos os inscritos no CPF, mas precisa ser habilitada. Para isso, é necessária a criação de uma conta de acesso no endereço web ‘acesso.gov.br’. Isso pode ser feito tanto pelo aplicativo específico, disponível em Android e iOS, como pela utilização do serviço via portal www.gov.br. 

Empregadores que têm a obrigação de uso do sistema de escrituração digital eSocial, a comunicação pelo trabalhador do número do CPF equivale à apresentação da CTPS em meio digital, ficando o empregador dispensado da emissão de recibo. Além disso, os registros eletrônicos gerados pelo empregador nos sistemas informatizados da Carteira de Trabalho digital equivalem às anotações previstas na CLT. 

Como regra final, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia prevê que a Carteira de Trabalho em meio físico poderá ser utilizada, em caráter excepcional, enquanto o empregador não for obrigado ao uso do eSocial.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

PL quer adiar venda do Serpro, Dataprev, Telebras e outras estatais

Proposta, que está em análise na Câmara dos Deputados, ressalta que o 'períodos de crise são um excelente momento para quem compra e péssimo para quem vende'. Privatizações estão agendadas para junho de 2021. Ideia é adiar as vendas para 12 meses após o fim da pandemia de Covid-19.

STF derruba MP que mandava teles repassarem dados de clientes ao IBGE

Prevaleceu o entendimento da relatora, Rosa Weber, de que a ordem de recolher nome, endereço e telefone de todos os clientes de telefonia fixa e móvel configura medida excessiva, sem finalidade delimitada ou garantias suficientes. 

Governo lança guia de melhores práticas de adequação à LGPD

Manual ressalta que o compartilhamento de informações na administração é possível, mas precisa respeitar os princípios da Lei Geral de Proteção de Dados. 

Toffoli pede vista e adia julgamento sobre bitributação do software no STF

Suspensão do julgamento agrada o setor de tecnologia da informação, que defende uma análise conjunta das diferentes ações sobre o mesmo tema, uma vez que a primeira delas já tem mais de 20 anos. 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G