INOVAÇÃO

Google abre programa para startups que não estão em São Paulo

Da redação ... 02/09/2019 ... Convergência Digital

Estão abertas as inscrições para o terceiro programa Immersion, do Google for Startups, voltado para startups em crescimento de fora do estado do São Paulo. Serão nove semanas de atividades com dois encontros presenciais, de uma semana cada, na sede do Google for Startups, em São Paulo, na região da Avenida Paulista.A primeira edição do programa foi em 2016 para startups B2B de diversos estados do Brasil. A segunda, no ano seguinte, foi voltada para fintechs de outros países da América Latina.

Nesta edição, o foco do programa será em três áreas de expertise do Google: desenvolvimento de produto priorizando o usuário, gestão & cultura e aquisição de clientes. As startups e o Google trabalharão juntos em pelo menos um desafio prioritário de um desses temas, por meio de workshops, conteúdos estruturados e mentorias personalizadas.

Confira abaixo os critérios de seleção:

·Sede fora do estado de São Paulo;

·Estágio de crescimento com tração comprovada no seu mercado (usuários, receita e/ou investimento);

·Estágio de investimento: Seed ou Série A;

·Time de fundadores(as) experientes e comprometidos(as) com o crescimento do negócio;

·Contar com a participação de pelo menos um(a) dos(as) fundadores(as) ou C-level(s) da startup durante os dois encontros presenciais em São Paulo;

·Os participantes das startups devem ter nível de inglês avançado;

·Todos(as) os(as) fundadores(as) precisam ser maiores de 18 anos.

Para saber mais sobre o programa e realizar a inscrição, basta acessar campus.co/immersion2019/saopaulo.

 



Indústria de semicondutores reage à liquidação da Ceitec

Em nota, associação nacional do setor indica “preocupação” com a medida. “Liquidação distanciará ainda mais o Brasil do conhecimento de ponta.”

OBr.Global promove bootcamps Live sobre empreendedorismo

Aceleradora, especializada em internacionalização das empresas, ensinará técnicas adotadas no Vale do Silício, nos EUA.

Política de informática foi feita para o hardware, mas deu certo com o software

Para Sílvio Meira, a estratégia que o Brasil quer desenhar para Inteligência Artificial precisa desafiar à produção nacional para trazer os resultados pretendidos.

Open Banking faz XP ir às compras no Brasil

XP anunciou a aquisição de participação majoritária na fintech Fliper, responsável, hoje, por mapear R$ 7 bilhões lem investimentos na sua plataforma.

Software livre venceu e desapareceu. Agora tudo é serviço.

Como lembrou o cientista e professor Sílvio Meira, ao participar do Convergência Digital em Pauta, até o Windows passou a rodar sobre fundação Linux.  O mundo, hoje, é de quem tem o serviço como diferencial de concorrência.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G