NEGÓCIOS

Assespro: Não cabe distinção entre software de prateleira e software por encomenda

Por Luis Osvaldo Grossmann* ... 08/08/2019 ... Convergência Digital

Em nota enviada ao portal Convergência Digital, nesta quinta-feira, 08/08, após consulta sobre o impacto da solução de consulta 3037/19, publicada pela Receita Federal no Diário Oficial da União,  onde estabele que software de prateleira pague 8% de imposto e software por encomenta, 32% se a prestadora de serviço de informática optar pelo lucro presumido, a Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – Federação Assespro, afirma que é um erro crfiar essa distinção entre software de prateleira e software desenvolvido sob encomenda.

Para a entidade, essa separação não se justifica para fins de tributação e que se trata de uma 'interprestação errônea do nosso ordenamento jurídico'. Ainda assim, a Federação Assespro entende que a solução de consulta 3037/19 não alterou o entendimento já manifestado pela Receita Federal desde a solução de consulta 123/2014, apenas detalha a aplicação do conceito defendida pelo Fisco nos últimos anos.

A Federação Assespro entende que a solução de consulta 3037/19, publicada no Diário Oficial da União, não afeta as emrpesas de TI de forma negativa, mas a entidade reitera 'o compromisso para que se tenha um sistema tributário que possa garantir maior segurança jurídica e alavancar o crescimento da economia digital'.

*Colaborou Ana Paula Lobo


Cloud Computing
Gestores de riscos se sentem incapazes de lidar com o vazamento de dados

Pesquisa global mostra que os  principais obstáculos à implementação de advanced analytics:os silos de dados, falta de clareza quanto à regulamentação e desafios de integração com sistemas legados.

TJ/SP autoriza Banco do Brasil a fechar contas-corrente da Mercado Bitcoin

Tribunal entendeu que não houve abuso de direito, nem indícios de violação à legislação concorrencial ou mesmo de ofensa à boa-fé por parte da instituição financeira com a corretora de criptomoedas.

SAP Brasil: quem tem de cuidar dos dados são as empresas

"É um novo momento para a sociedade e as corporações precisam se preparar", diz a presidente da SAP Brasil, Cristina Palmaka.

Embratel: sete entre 10 clientes questionam se a LGPD vai 'pegar'

“A nova legislação de proteção de dados vai 'pegar' porque as pessoas exigem. Quem começar agora já está atrasado e tem muita empresa ainda em avaliação",  adverte a diretora executiva para governo da Embratel, Maria Teresa Lima. 

Meios de pagamento: CADE amplia investigação para Itaú e Rede

Autarquia adotou medida preventiva para evitar prejuízos à concorrência decorrentes de possível venda casada em campanha oferecida pela Rede. Mercado está em ebulição e há disputas judiciais em curso.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G