INOVAÇÃO

BNDES libera primeiro aporte em projeto para internet das coisas

Convergência Digital ... 17/07/2019 ... Convergência Digital

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a primeira operação de apoio a projeto-piloto de Internet das Coisas selecionado na chamada realizada em 2018: o teste de tecnologia inovadora de monitoramento de oxigênio ministrado em tratamento de pacientes com enfisema pulmonar proposto pelo Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife, Cesar.

Segundo o BNDES, a solução poderá melhorar a saúde de milhares de pessoas, evitar o desperdício de oxigênio medicinal e diminuir custos com logística, barateando o tratamento. O investimento total é de R$ 2 milhões, sendo R$ 1 milhão aportado pelo BNDES em recursos não-reembolsáveis. 

O projeto testará durante 16 meses um sistema de monitoramento da quantidade de oxigênio ministrada a pacientes com doença pulmonar desobstrutiva crônica, popularmente conhecida como enfisema pulmonar. O problema gera 118 mil internações, 8,6 mil óbitos e R$ 104 milhões em despesas por ano, de acordo com o SUS. Trata-se da quarta causa de morte mais relevante no país, conforme dados do Ministério da Saúde.

Os testes serão realizados em ambientes reais, contando com a participação de cerca de mil voluntários internados em hospitais ou sob tratamento domiciliar (home care). O monitoramento será feito por meio de um sensor acoplado à tubulação ou ao cilindro de oxigênio. As informações relativas ao fluxo de gás serão digitalizadas e transmitidas para uma base de dados onde estarão disponíveis para os profissionais de saúde. O acompanhamento mitigará riscos de falta de oxigênio e permitirá que os pacientes recebam a quantidade ideal de gás, evitando, por exemplo, problemas decorrentes de superdosagem.

No caso dos aparelhos utilizados em home care, além da medição, a solução contará com um sistema automatizado, com base em inteligência artificial, para prever a data de reposição dos cilindros de oxigênio. Isso permitirá a redução do desperdício de cilindros cheios e da reposição emergencial de gás, podendo diminuir custos logísticos.

O protótipo da solução foi desenvolvido em uma parceria entre o Cesar e a Salvus, startup brasileira, com financiamento da Embrapii, vinculada ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Os testes serão divididos em duas fases: um período inicial – que servirá de base comparativa – durante o qual as informações coletadas não serão disponibilizadas aos pacientes e profissionais e outro já com as ferramentas plenamente disponíveis. Com isso será possível contrastar os resultados e avaliar a eficácia do sistema.

Após a realização do projeto-piloto será feita uma avaliação ampla, contemplando não apenas os resultados clínicos, mas também a análise de desempenho econômico. Também serão avaliadas as potenciais barreiras e oportunidades para replicação da tecnologia e a estruturação de modelo de negócio sustentável para a difusão da solução testada. Ao final do projeto, será publicado relatório de avaliação, com objetivo de difundir o conhecimento gerado para toda a sociedade e incentivar a adoção de soluções de Internet das Coisas.

A tecnologia testada poderá ser aplicada com outros gases medicinais e, também, em outros ambientes, especialmente no controle de fluidos industriais.


Cloud Computing
Consumo alto de energia desafia o futuro dos data centers

Coma maior demanda por novas tecnologias e da própria virtualização, os data centers têm de perseguir o equilíbrio entre a eficiência e os custos, aponta um estudo da Huawei para o setor até 2025.

Aceleradora busca start-ups e projetos no setor de Cannabis no Brasil

The Green Hub realiza o Cannabis Thinking, para fomentar o desenvolvimento de projetos criativos. Em março, acontecerá o Demo Day.

BC contrata Dinamo Networks e faz acontecer o pagamento instantâneo

Autoridade Monetária selecionou a fornecedora brasileira para comprar 22 HSMs, voltados à segurança das transações por R$ 1,350 milhão. Todo o software usado é desenvolvido no Brasil. Nova infraestrutura pode ser a pá de cal nos cartões de débito, TEDs e DOCs.

Oi Futuro e Sebrae lançam edital de aceleração para empreendedores

Startups terão acesso a espaço de coworking e poderão ganhar prêmios de até R$ 25 mil. Iniciativa terá seis meses de duração e reúne mentorias, consultorias e workshops.

boostLAB, do BTG Pactual, abre espaço para ERPs, big data e Edtechs

A quarta edição do programa superou a marca de 260 empresas inscritas. Para o Batch #5 serão selecionadas de cinco a dez startups para seguirem no programa durante cinco meses. Inscrições abrem nesta quinta-feira, 05/12.

STJ valida sistema 'mailbox' e confirma patente por 20 anos

​A Terceira Turma do STJ, por unanimidade, estabeleceu em 20 anos o prazo de vigência de patente concedida pelo sistema mailbox, contado a partir da data do depósito do pedido pelo interessado.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G