OPINIÃO

Por uma estratégia nacional para Inteligência Artificial

Por Fábio Rua*
12/07/2019 ... Convergência Digital

Estamos vivendo aqueles raros momentos da história em que a base tecnológica já desenvolvida está acelerando de uma forma tão incrível, que quem ficar para trás perderá qualquer chance de crescer e prosperar, seja como indivíduo, empresa ou nação.

Nos últimos dois anos, diversos países anunciaram e já estão avançando em estratégias nacionais para o desenvolvimento e uso de Inteligência Artificial (IA). Não é para menos, já que sistemas de IA adotados ou impulsionados por governos são o principal motor da economia digital e podem contribuir para a democratização e aprimoramento de serviços públicos, individualização da educação, combate à corrupção, ao tráfico de drogas, de armas, além de reduzir ineficiências na saúde, no campo e nas cidades.

No Brasil, o assunto tem grande potencial de ganhar tração ao longo dos próximos meses. Recentemente, o MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) anunciou uma parceria com a UNESCO para começarmos a rascunhar um plano integrado de Inteligência Artificial.

Como o tema é complexo e exige uma boa dose de debate e reflexão, antes de ser incorporado às prioridades de um país, elaborei dez rápidos pontos que deveriam ser considerados no processo de construção de uma estratégia que estimule o Brasil a se destacar na corrida pelo desenvolvimento e adoção de IA de forma ética e humana:

Apoiar o desenvolvimento de habilidades digitais, capacitando estudantes e profissionais a perceberem as oportunidades econômicas que a Inteligência Artificial já está trazendo para todos nós.

Promover o desenvolvimento de aplicações que resolvam os problemas mais críticos da sociedade e, ao mesmo tempo, diminuam as desigualdades e ampliem o rol de oportunidades econômicas para todos;

Estimular o uso de plataformas de experimentação que reúnam várias partes interessadas, como comunidades, indústrias, academia e governos, para testar a Inteligência Artificial de impacto social;

Ampliar mecanismos de financiamento de pesquisas que priorizem a colaboração entre humanos e máquinas;
   
Criar grupos de especialistas interessados em desenvolver aplicações de Inteligência Artificial de forma responsável;
   
Disponibilizar bolsas e intercâmbios de pesquisadores e desenvolvedores dispostos a treinar a IA para identificar e mitigar possíveis fontes de viés nos dados sendo analisados;
   
Abrir os dados do governo, respeitando as regras de privacidade e confidencialidade. Nota: Se quisermos aplicações que contribuam verdadeiramente no endereçamento de problemas mais críticos da nossa sociedade, é preciso acabar com a velha (e desatualizada) máxima de que informação é poder e passar a considerar e entender que no século XXI, o poder vem, na realidade, do compartilhamento dessas informações;
   
Adotar padrões globais de segurança, explicabilidade, equidade e transparência, assim como reconhecer e diferenciar as empresas que aplicam tais padrões nos seus desenvolvimentos tecnológicos;
   
Investir em pesquisas básicas e aplicadas, na atração dos melhores cérebros do Brasil e do mundo e, de uma vez por todas, na estruturação de um instituto de propriedade intelectual ágil e pronto para estimular o desenvolvimento de tecnologia também no país;

Por fim, todos os níveis de governo devem, sim, investir nas melhores plataformas disponíveis no mercado, de forma a estimular um processo de tomada de decisões mais inteligente para que possam alocar melhor nossos recursos, priorizar ações, integrar sistemas e, principalmente, contribuir para a construção de uma nação mais digital e menos desigual.

*Fábio Rua é Diretor da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) e co-fundador do Movimento Brasil, País Digital


Carreira
Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

Empresas da região vão investir nas tecnologias da terceira plataforma - cloud, analytics, Inteligência Artificial - e vão requisitar cada vez mais especialistas em programação e desenvolvimento, projeta estudo da IDC América Latina.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G