GOVERNO » Legislação

Governo adia decisão de zerar impostos em TICs até o dia 30 de agosto

Luís Osvaldo Grossmann ... 10/07/2019 ... Convergência Digital

A reclamação da indústria de equipamentos e eletrônicos, endossada em dois projetos de Decreto Legislativo para derrubar as novas regras de ex tarifário, sensibilizaram o Ministério da Economia. Deputados e senadores conseguiram nesta quarta-feira, 10/7, um compromisso de que a portaria 309, que abre caminho para zerar o imposto de importação para bens de capital, informática e telecomunicações, não será aplicada até 30 de agosto. 

Até lá, um grupo de trabalho com representantes do governo e das empresas vão discutir pontos a serem modificados na nova norma. “Por decisão do secretário Carlos da Costa eles vão suspender novos pedidos até o fim de agosto. Foi uma medida inteligente do governo, que se mostrou receptivo aos argumentos de que há insegurança e subjetividade nos critérios para redução do imposto. E vai haver uma negociação”, explica o deputado federal Vitor Lippi (PSDB-SP), um dos parlamentares que foi ao Ministério nesta quarta. 

Na véspera, entidades e empresas apresentaram ao Congresso Nacional uma série de críticas à Portaria 309, publicada pela pasta em 26/6. Essencialmente, argumentaram que os critérios que permitem ao governo decidir incluir produtos no regime de ex tarifário são irrealistas, subjetivos e com brechas a fraudes ao tratar de comparação de preço, prazo de entrega e fornecimentos anteriores como balizas da existência ou não de similares nacionais. 

A contrapartida do Congresso será suspender a tramitação de dois projetos, um apresentado na Câmara, outro no Senado, de Decretos Legislativos que propõem a revogação da mencionada portaria 309, que embora não promova em si mudanças no tributo, permitem a inclusão de produtos no regime de ex tarifário, o que possibiliza zerar o imposto de importação. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Governo segue com privatização de Serpro, Dataprev e Telebras para 2021

O secretário de desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, disse que não há mudança de planos do governo Bolsonaro, mesmo com o papel desempenhado pelas estatais de TI na pandemia, e está mantido o plano de vender 12 estatais no ano que vem.

Projetos estratégicos de TIC dependem do ajuste fino entre os 'novos' MCTI e Minicom

No 'novo' MCTI, ficam políticas de inovação, entre elas,  Inteligência Artificial. O Minicom assume a política de Telecom e a radiodifusão.

TSE manda Dataprev parar de usar dados da Justiça Eleitoral para avaliar auxílio emergencial

Pedido foi feito de forma oficial pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luiz Roberto Barroso. A alegação é que os BDs não informam o exercício de mandato eletivo.

Agência Espacial abre edital para lançamentos comerciais na base de Alcântara

AEB é responsável pelas tratativas iniciais com as empresas, nacionais ou estrangeiras, interessadas em utilizar a base brasileira para lançamento de veículos espaciais.

PL quer adiar venda do Serpro, Dataprev, Telebras e outras estatais

Proposta, que está em análise na Câmara dos Deputados, ressalta que o 'períodos de crise são um excelente momento para quem compra e péssimo para quem vende'. Privatizações estão agendadas para junho de 2021. Ideia é adiar as vendas para 12 meses após o fim da pandemia de Covid-19.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G