GESTÃO

Capgemini: LGPD vai viabilizar open banking no Brasil

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 24/06/2019 ... Convergência Digital

O uso de APIs para o compartilhamento de dados entre diferentes soluções financeiras, comumente chamado de ‘open banking’, é um caminho natural para as instituições bancárias em geral, mas ganha um reforço fundamental no Brasil com a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados.

“A Lei Geral de Proteção de Dados é a regulamentação necessária para que o open banking consiga ser uma realidade. Não adianta pedir para banco expor dados de clientes sem uma regulamentação relativamente rígida. E os bancos precisam cumprir para que os consumidores tenham segurança que os dados estão sendo utilizados de forma correta”, afirmou o vice- presidente de Serviços Financeiros da Capgemini, David Cortada, durante entrevista realizada no CIAB Febraban.

Ele lembrou que esse é um movimento que pega tanto os fornecedores antigos quanto os novos. “O open banking não é limitado aos atores digitais. Os atores tradicionais e as fintechs estarão envolvidos nessa mudança”, insistiu o executivo. Assistam à entrevista com o vice-presidente da Capgemini, David Cortada.


Carreira
Rafael Steinhauser deixa o comando da Qualcomm no Brasil e na AL

Em comunicado, o executivo informou o fim do seu segundo ciclo à frente da fabricante, iniciado em 2011. Qualcomm confirma a saída. Interinamente assume Jim Cathey, vice-presidente sênior e presidente de operações globais.

eSocial: Recolhimento previdenciário de maio adiado para novembro

Gestão do sistema avisa que vai ajustar a DCTFWeb para emitir DARF com os novos vencimentos. 

Governo abre espaço às fintechs para cessão de empréstimo às PMEs

Ministério da Economia diz que o fundo garantidor de R$ 15,9 bilhões do Tesouro Nacional já foi liberado às instittuições. Hoje apenas o Bancoop está apto a habilitar o crédito, mas está liberada a participação das fintechs, bancos cooperados e dos bancos tradicionais.

Ex-presidente dos Correios assume o ITI

ATUALIZADA - Carlos Roberto Fortner, que comandou a ECT em 2018, como o Convergência Digital antecipou foi nomeado para o cargo. Atual presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, Marcelo Buz, se despediu do posto pelas redes sociais. 

Serpro procura imóvel para nova sede em Brasília e espera cortar custo em 30%

Ao pedir ofertas a interessados, estatal indica buscar espaço menor que atual e com capacidade para 700 funcionários. Atualmente são cerca de 1,1 mil. Movimento será repetido nos estados. 




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G