INOVAÇÃO

Brasileiro quer dar adeus às senhas com o uso maior da biometria

Ana Paula Lobo* ... 10/06/2019 ... Convergência Digital

Apesar de se dizer um adepto da biometria, a relação entre o brasileiro e a biometria se limita ainda à solução baseada em impressão digital, revela pesquisa desenvolvida pela consultoria independente data2decisions em 11 países, entre eles, o Brasil, a pedido da IDEMIA, especializada em identidade e segurança digital. Segundo o relatório, 89% dos entrevistados no País disseram já ter usado esse tipo de recurso – o maior índice em todo o mundo, cinco pontos percentuais à frente da Índia, que aparece na segunda colocação.

No entanto, o Brasil despenca para a sexta posição quando o assunto é reconhecimento facial (23% dos entrevistados já utilizaram), oitavo em reconhecimento de voz (20%) e em reconhecimento de íris (9%). O relatório mostra ainda que  nove em cada dez pessoas entrevistadas disseram ter uma atitude positiva em relação a essas soluções, sendo a biometria por meio da impressão digital a versão mais reconhecida pela população.

Os principais benefícios gerados pela tecnologia, de acordo com a visão dos brasileiros, são diretamente relacionados à questão da segurança e trazem até uma curiosidade: o fim da necessidade de usar senhas. Segundo o levantamento, 49% dos brasileiros considera que o crescimento da adoção das tecnologias relacionadas a biometria representará o ponto final na conturbada relação com a necessidade de gerar incontáveis senhas diferentes para se cadastrar em serviços, fazer compras e utilizar serviços online.

“Esse tem sido, com a expansão do mundo digital, um fator de grande estresse para o usuário de serviços online. Como reflexo dessa relação ruim, o brasileiro muitas vezes adota uma estratégia perigosa de repetir senhas e a biometria é uma ótima alternativa”, explica Marcelo Annarumma, presidente para América Latina da IDEMIA.

Mas quem pensa que a relação entre o brasileiro e a biometria se limita ao mundo online está bastante enganado. De acordo com a pesquisa, os maiores desejos dos entrevistados são utilizar a tecnologia para efetuar pagamentos online (54%) e acessar ambientes na sua própria casa, atividade desejada por 27% das pessoas ouvidas. “Este é um dado bastante curioso, pois o Brasil registra os maiores índices, considerando as 11 nações que participaram da pesquisa. Com certeza é um reflexo da insegurança que temos em nosso país tanto no aspecto digital quanto físico”.

A pesquisa da Idemia cobriu 11 países (Austrália, Brasil, França, Índia, Indonésia, Itália, África do Sul, Espanha, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e EUA), sendo entrevistadas 2.800 pessoas por meio de questionário online. Os entrevistados foram divididos igualmente entre homens e mulheres, com idades variando de 18 a 71 anos.


Cloud Computing
CADE aprova compra da Red Hat pela IBM sem restrições, mas ainda avalia prática de gun jumping

Tribunal do órgão regulador descartou impacto na concorrência, mas ainda vai analisar se houve eventual prática de gun jumping – quando uma operação é consumada sem a autorização prévia do órgão antitruste. Multa, nesse caso, varia de R$ 60 mil a R$ 60 milhões.

Brasil monta centro para dados, IoT e industria 4.0 com Fórum Econômico Mundial

Sede será instalada no Instituto de Pesquisa Tecnológica de São Paulo e deverá entrar em operação no primeiro semestre de 2020.

Economistas lançam livro sobre Inovação associada à economia do compartilhamento

Paulo Bastos Tigre e Alessandro Maia Pinheiro analisam o impacto dos novos negócios, sob a ótica da academia, na economia digital.

ANAC faz consulta pública sobre futuro dos drones

Órgão regulador da aviação civil quer ouvir a opinião da sociedade sobre como conduzir a operação das aeronaves não tripuladas no País. Consulta irá até o dia 05 de fevereiro de 2020.

Iluminação inteligente é uma das apostas da NEC com Internet das Coisas

O gerente de soluções da engenharia da NEC do Brasil, Eduardo Ribeiro, diz que a fornecedora- que atua como orquestradora de soluções- criou uma plataforma multisegmento, baseada em inteligência artificial, para acelerar a adesão dos serviços inteligentes nos municípios brasileiros.

Desconexão entre Academia, governo e empresas trava inovação no Brasil

Em Israel, afirma o co-fundador e CEO da IBI-Tech, Daniel Skaba, a sinergia do ecossistema de Inovação foi crucial para impulsionar os negócios.
 



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G