SEGURANÇA

Caça a fraudadores de criptomoedas bloqueou quase 3 mil contas no Grupo Bitcoin Banco

Convergência Digital ... 05/06/2019 ... Convergência Digital

O Grupo Bitcoin Banco (GBB) concluiu a primeira etapa da perícia realizada em suas quatro plataformas. Foram analisados, até o momento, 3 milhões de registros sobre operações de compra e venda de criptomoedas, e identificadas 19.896 transações suspeitas de fraude. No dia 24 de maio, a Delegacia de Estelionato de Curitiba recebeu denúncia da instituição sobre um esquema de fraude que vinha fazendo saques duplicados, valendo-se de uma vulnerabilidade na plataforma de operações de compra e venda de criptomoeda.

Segundo ainda as investigações,apenas um dos fraudadores conseguiu sacar R$ 2 milhões ilegalmente, mas o montante total do golpe deve chegar a R$ 50 milhões assim que todos os nomes envolvidos forem identificados. Para isso, os técnicos estão consultando toda a base de dados e movimentações feitas nos últimos três meses nas exchanges NegocieCoins, TemBTC e BATExchange, que somam mais de 100 mil clientes.

A plataforma do Grupo Bitcoin Banco segue em perícia e desde então 2568 contas suspeitas foram bloqueadas. Os CPFs  correspondentes a essas contas foram informados para a polícia. O prazo para conclusão da perícia interna do GBB é de até 30 dias úteis. No decorrer da análise, serão liberadas as contas em que não ficar comprovado envolvimento na fraude. Uma equipe exclusiva do Grupo Bicoin Banco está tratando da perícia e levantando dados para clientes e polícia civil.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Clonagem do WhatsApp já atingiu 8,5 milhões de brasileiros

Segundo pesquisa realizada pela PSafe, essa modalidade de golpe faz 23 novas vítimas todos os dias no Brasil. Quase 30% dos entrevistados colocaram o vazamento das conversas como o principal prejuízo da clonagem.

Segurança cibernética: WannaCry ainda é um perigo real no Brasil

Dados da Fortinet mostram que o País sofreu 15 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos entre março e junho e boa parte deles foi para a plataforma Windows, vulnerável à falta de atualização./p>

Custo médio de uma violação de dados é de R$ 5,4 milhões no Brasil

Empresas brasileiras levam em, média, 250 dias para identificar a violação dos dados. De acordo com o diretor de Cibersecurity da IBM, João Rocha, as organizações enfrentaram a perda ou o roubo de mais de 11,7 bilhões de registros nos últimos três anos. Ataques maliciosos custam mais do que as violações por falhas humanas.

Em maio, Brasil teve mais de 140 milhões de ameaças disseminadas por e-mail

País fica no top 3 do ranking mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos e a China, revela estudo feito pela Trend Micro.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G