INTERNET

Peru, Colômbia, Equador e Bolívia se unem contra ICANN e Amazon

Da redação ... 27/05/2019 ... Convergência Digital

Os presidentes do Peru, Colômbia, Equador e Bolívia criticaram uma recente decisão da organização que administra o protocolo da internet, a ICANN, de conceder à varejista global Amazon os direitos sobre o domínio de internet .amazon. O Brasil lamentou, mas não participou do movimento dos países latino-americanos.

A Amazon busca os direitos exclusivos do nome de domínio .amazon desde 2012. Os países da bacia amazônica, no entanto, argumentam que o termo se refere à região geográfica e não deve ser o monopólio de uma empresa.

Os quatro líderes —o peruano Martín Vizcarra, o colombiano Iván Duque, o equatoriano Lenin Moreno e o boliviano Evo Morales— prometeram unir forças para proteger seus países do que descreveram como governança inadequada da internet.

A decisão estabelece “um grave precedente ao priorizar os interesses comerciais privados acima das considerações das políticas públicas estatais, os direitos dos povos indígenas e a preservação da Amazônia”, disseram Vizcarra, Duque, Moreno e Morales em comunicado conjunto no domingo, após se reunirem em Lima no bloco regional da Comunidade Andina. O Brasil, que possui a maior faixa da floresta amazônica, também lamentou a decisão, mas não se pronunciou com tanta ênfase.

*Fonte: Agência Reuters


Revista Abranet 31 . maio-julho 2020
Veja a Revista Abranet nº 31
A pandemia da Covid-19 fez a rotina mudar num piscar de olhos. E coube à internet mostrar a sua força. O aumento significativo do tráfego de dados por conta do teletrabalho e do isolamento social foi uma realidade assustadora. Veja a revista completa.
Clique aqui para ver outras edições

Ministério Público defende rastreamento de mensagens no PL das Fake News

Para a Câmara Criminal do Ministério Público Federal, a previsão deve ser mantida porque "mostra-se útil para a investigação de diversos ilícitos". 

Fake News: Sai versão em português de chatbot gratuito de verificação para o WhatsApp

Pelo chatbot da International Fact-Checking Network, usuários do OTT podem verificar se informações específicas que receberam sobre a COVID-19 já foram classificadas como "falsas", "parcialmente falsas", "enganosas" ou "sem evidência" por verificadores profissionais.

Comércio pela internet dispara e movimenta 12% das vendas no Brasil

Segundo pesquisa da Camara-e.net e da Compre & Confie, vendas em junho foram 110% superiores há um ano. Alta no semestre beira os 60%. 

Slack acusa Microsoft de impor o Teams vinculado ao Office

OTT alega que a empresa norte-americana está vinculando o Teams ao Office para forçar a aceitação do produto, que disputa espaço com o Slack e com o Zoom nessa era de pandemia.

Justiça ordena Google a reativar sites da prefeitura de Poços de Caldas

Justiça exigiu ainda os e-mails aos quais os sites do Município excluídos no início de julho estavam vinculados, a data e hora da exclusão, bem como endereço IP de quem foi responsável pelo ato.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G