Home - Convergência Digital

Suprema Corte dos EUA processa Apple por monopólio na App Store

Convergência Digital - 13/05/2019

A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu nesta segunda, 13/5, que é cabível o julgamento de uma ação antitruste contra a Apple por entender que a empresa detém monopólio sobre a App Store – por 5 a 4, os juízes rejeitaram o argumento da Apple de que os clientes do sistema iOS na loja virtual não são necessariamente seus próprios clientes.

Ou seja, a decisão desta segunda significa que o tribunal dos EUA entende que os clientes da App Store têm direito de processar a empresa alegando que a posição dominante a permitiu aumentar preços. “A fronteira indicada pela Apple não faz muito sentido a não ser como forma de tentar evitar essa e outras ações semelhantes”, apontou o juiz Brett Kavanaugh.

O processo é em nome de um conjunto de compradores de aplicativos, que alegam pagar preços maiores porque a Apple exige que todo software seja vendido ou comprado por meio da App Store. O argumento é de que os aplicativos seriam mais baratos se os desenvolvedores pudessem negociar diretamente e evitar a Apple como intermediário.

A Apple via de regra fica com 30% de todo aplicativo que negocia e com 25% das assinaturas vendidas em sua loja de aplicativos depois do primeiro ano de assinatura. O processo também questiona a regra da empresa de que todos os preços nessa sua loja virtual terminem em “99”, como US$ 1,99, US$ 2,99, etc.

A decisão não é de mérito ainda. Simplesmente indica que o processo é admissível na Suprema Corte. A própria decisão indica que se trata de um estágio inicial da discussão, e portanto não significa que o tribunal afirmou que a Apple detém um monopólio ilegal. Mas as consequências abrem caminho para esse e outros processos semelhantes.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/07/2020
App do Itaú tem instabilidade e banco suspende Giro Pronampe

12/06/2020
Bolsonaro veta aumento a motoristas de apps

22/05/2020
Aplicativos da Caixa para auxílio emergencial somam 187 milhões de downloads

29/04/2020
Compras por aplicativos crescem 30% com isolamento social

01/04/2020
Senacon ordena cadastramento de apps de transporte, entrega e vendas no Consumidor.gov.br

17/03/2020
Diário Oficial da União ganha versão para smartphones

16/03/2020
Aplicativo Coronavirus SUS registra 340 mil downloads em duas semanas

13/03/2020
99 e Uber vão remunerar motoristas e entregadores diagnosticados com o Coronavírus

12/03/2020
App usa blockchain para fiscalizar transferências de recursos da União

04/03/2020
França decide que motoristas têm vínculo com Uber

Destaques
Destaques

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site