TELECOM

Banda larga e serviços digitais turbinam lucro 22% maior da Telefônica/Vivo

Luís Osvaldo Grossmann ... 09/05/2019 ... Convergência Digital

O lucro da Telefônica/Vivo cresceu 22,2% no primeiro trimestre de 2019, batendo em R$ 1,3 bilhão no período. Segundo a empresa, a estratégia segue focada na expansão da fibra óptica, que atende tanto o crescente mercado de banda larga fixa, e aos poucos tende a predominar também na TV paga, como os sites de 4G e 4,5G, além de preparar a rede para a chegada do 5G. As receitas chegaram a R$ 10,9 bilhões (+1,7%), sendo R$ 7 bilhões no segmento móvel e R$ 3,9 bilhões no fixo.

“Nosso plano prevê alcançarmos em três anos 33% das casas conectadas sobre o total de home passed. E estamos adiantados nesse plano, que tem sido muito bem sucedido comercialmente, e vamos ser agressivos como no ano passado, quando chegamos a 30 cidades. Mas mais importante que o número de cidades é o numero de casas. Hoje temos 9 milhões de home passed e esperamos entre 18 a 20 meses chegar perto de 15 milhões. A performance tem sido melhor que a esperada”, afirmou o presidente executivo da empresa, Christian Gebara, durante divulgação de resultados nesta quinta, 9/5. Dos R$ 9 bilhões previstos em investimentos em 2019, R$ 1,7 bi foram no primeiro trimestre.

A Telefônica vê potencial em capitais até aqui desatendidas pelas tecnologias mais modernas, especialmente nas regiões Norte e Nordeste do país. Foram nove novas cidades com FTTH entre janeiro e março, sendo que o plano é chegar a 20 até o fim deste ano, incluindo cidades como Teresina-PI, São Luís-MA, Belém-PA e Manaus-AM. Segundo Gebara, a modernização da rede vai acompanhar a lucratividade e o que ele chama de mercados competitivos e não competitivos. É o cenário que vai definir onde entra fibra e onde continuarão a predominar as conexões em xDSL.

A mencionada boa performance implicou em crescimento de 12,6% das receitas com banda larga no primeiro trimestre – turbinado justamente pela fibra, uma vez que as conexões FTTH representaram 31,6% desse crescimento. Na comparação com o primeiro trimestre de 2019, a receita nesse segmento cresceu 49,6% - e o total de assinantes FTTH 44,1%. Segundo os números da Telefônica, as receitas combinadas de FTTH e IPTV já representam 16,3% do faturamento dos serviços fixos, tendo crescido a taxas anuais de 55% desde 2017.

Segundo Gebara, a estratégia em fibra também atende o serviço móvel, a joia do negócio, e onde a Vivo lidera com folga (7,5 pontos acima do segundo) e morde quase um terço do mercado (32,1%). As receitas móveis cresceram 1,6% entre janeiro e março, com impacto de reajustes nos preços tanto em planos pós pagos (5% a 9%) como pré-pagos e controle (11% a 20%). “É preciso racionalidade de preços para termos recursos para investimentos”, disse o presidente da empresa. O desempenho móvel inclui ganhos de R$ 6,4 bilhões com serviços e outros R$ 598 milhões com a venda de aparelhos. O faturamento com dados e serviços digitais chegou a R$ 5,3 bilhões, chegando a 82% da receita total do segmento e valores que significam um crescimento de 8%.




Internet Móvel 3G 4G
Agro 4.0 passa por recursos vindos da aprovação do PLC 79/16

Ministro Marcos Pontes diz que os aportes devem ficar entre R$ 20 e R$ 40 bilhões e boa parte dele virá da atualização do marco regulatório de Telecom, à espera de aprovação no Congresso Nacional. O governo lançou a Câmara do Agro 4.0 como parte do Plano Nacional de Internet das Coisas.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Silêncio positivo para antenas passa na MP da Liberdade Econômica, mas não como o mercado esperava

Serão os órgãos públicos- os responsáveis pela burocracia excessiva e que restringem a liberação da implantação - os responsáveis por determinar um prazo máximo de resposta. MP da Liberdade Econômica também mexeu em pontos da Lei trabalhista.

Unifique compra provedor Internet em Santa Catarina

Aquisição faz parte da estratégia da Telecom catarinense de ampliar sua área de expansão e conquistar 1 milhão de residências até 2025. Unifique, hoje, atende a 116 municípios do Estado de Santa Catarina.

Anatel tem quatro vagas para comitê de defesa dos usuários

São três vagas para representantes de usuários ou entidades de defesa do consumidor, além de uma para representante de entidades de classe de prestadoras de serviços de telecomunicações.

Huawei confirma investimento de R$ 3,2 bilhões até 2022 em São Paulo

Em comunicado, a fabricante chinesa diz que o aporte de US$ 800 milhões (R$ 3,2 bilhões) acontecerá a partir de 2020 e engloba diversas iniciativas desde o suporte para a capacitação profissional de jovens em TICs até a manufatura de celulares 5G.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G