Convergência Digital - Home

Huawei Enterprise reformula estratégia corporativa no Brasil

Convergência Digital
Ana Paula Lobo - 08/05/2019

A Huawei Enterprise reformulou todo o seu modelo de negócios no Brasil e nesta quinta-feira, 09/05, apresentará a nova estratégia ao mercado, em evento, em São Paulo. Ao Convergência Digital, o diretor de Desenvolvimento de Canais da companhia, Ricardo Matsui, antecipa que a empresa, está, sim, chegando para avançar no mercado de cloud computing.

"Fizemos uma reformulação completa dos serviços de cloud. Ampliamos a gama de ofertas. No B2B, qualidade e parceria fazem a diferença. É isso que estamos preparados para atender. E, claro, os canais vão fazer a diferença. São eles que vão trabalhar conosco", diz Matsui.

"Mas o Brasil tem muitas oportunidades de negócios. A nuvem pública é um dos nichos de atuação. Vamos ser competitivos em cloud no Brasil. Essa é a nossa meta", afirma Matsui. Na estratégia, a venda para datacenters é um dos pilares e, aqui, entra a concorrência com os atuais players do segmento, entre els Cisco e Dell EMC. Com produção local em Sorocaba, no interior de São Paulo, a Huawei Enterprise já tem algumas linhas de servidores fabricadas no Brasil e há planos para expandir essa manufatura, de acordo com a demanda. "Mas sabemos que o que faz a diferença no B2B é serviço e estamos investindo muito nessa área", reforça.

Indagado sobre os rumores envolvendo segurança com os equipamentos, em função do embate com o governo dos Estados Unidos por conta dos equipamentos 5G, virem a respingar no mercado corporativo, Ricardo Matsui descartou a possibilidade. "Não houve um cliente que veio me falar de rumores sobre backdoor ou questinando a segurança. Nossos canais fazem um trabalho muito efetivo e provam que não há nenhum risco", assinala o executivo.

No Brasil, a Huawei Enterprise tem o governo como a principal vertical de vendas, mas quer, com a nova estratégia, expandir os negócios para o mercado financeiro, indústria, varejo, transporte e energia. Os provedores de serviços de Internet seguem como um mercado estratégico. "Há novas tecnologias, como o Wifi6, onde temos capacitação e equipamentos para atender esse segmento",completa o diretor da Huawei Enterprise.

Evento

Nesta quinta-feira, 09/05, em São Paulo, acontece o Enterprise Brasil Partner Summit 2019, que será palco para a apresentação formal da reformulação dos negócios no segmento. O evento terá também espaço para mostrar a relevância dos parceiros nos negócios da fabricante chinesa.

A ideia é permitir que o ecossistema utilize o espaço para criar oportunidades de negócios. A Arrow ECS, distribuidora de produtos de tecnologia da informação e o maior distribuidor global de valor agregado da Huawei Enterprise, por meio do seu CEO, Carlos Brito, vai falar sobre capacitação dos times de vendas, logísticas e operações. Já a WEG demonstrará um case de sucesso na área de energia solar.


Recrutadores e a dura tarefa de contratar cientistas de dados

O maior gargalo é encontrar profissionais adequados às demandas das empresas e o Brasil, hoje, é um exportador de talentos para outros países.

Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site