SEGURANÇA

Vazamento de dados no CNJ tem nomes, endereços, contas, CPFs e senhas de 53 mil pessoas

Luís Osvaldo Grossmann ... 01/04/2019 ... Convergência Digital

O Conselho Nacional de Justiça sofreu um vazamento de dados na madrugada desta segunda-feira, 1º/4, decorrência de um ataque hacker. Foram divulgados nomes completos, números de contas bancárias, telefones, CPFs e senhas de pessoas que já utilizaram os serviços do CNJ.

“Nesta segunda-feira (1/4), o portal do Conselho Nacional de Justiça na Internet foi objeto de ataque de hackers”, informou o CNJ por meio de uma nota oficial sobre o incidente. O órgão sustenta que nenhum sistema processual eletrônico foi afetado.

“Nenhum sistema de informações processuais, como PJe (Processo Judicial Eletrônico), o BNMP (Banco Nacional de Monitoramento de Prisões) e o SEEU (Sistema Eletrônico de Execução Unificado), foi afetado. O CNJ acionou as autoridades e tomou as medidas necessárias para apurar os fatos e manter a segurança do portal”, completa o CNJ.

No entanto, segundo informações divulgadas pelo Rogue Media Labs, há identificação de informações pessoais de 2.936 pessoas, incluindo logins, de 94 bases de dados. Isso apenas nos arquivos que foram divulgados na internet. O arquivo total conteria nomes, e-mails, endereços físicos, números de telefone, CPFs e senhas de 53.270 pessoas no total.

O ataque foi assumido por uma pessoa identificada como ‘Al1ne3737’, associada a um conhecido grupo internacional de hackers chamado ‘Pryzraky’. No ataque, além de ‘F*cking Brazil’, uma mensagem em Bahasa Indonésia, a língua oficial da Indonésia, dizendo:

“Uma criança nascida hoje crescerá sem uma concepção de privacidade. Eles nunca saberão o que significa ter um certo momento para si pensamentos que não são registrados e não analisados. E isso é um problema porque a privacidade é importante; a privacidade é o que é possível devemos determinar quem somos e quem queremos ser.”




Administradora de shopping centers revela ataque cibernético

Ao mercado a Aliansce Sonae informou que a invasão aconteceu em maio e a companhia admite que, algumas informações possam ter sido acessadas, mas que elas não eram estratégicas.

PF caça quadrilha que teria vazado dados do presidente Bolsonaro e de mais de 200 mil servidores

Ação policial acontece nos Estados do Rio Grande do  Sul e Ceará. Organização teria invadido sistemas de universidades, prefeituras e câmaras de veradores.

Para Idec, ação comprova que Metrô de SP não garante segurança de reconhecimento facial

Segundo entidade, que move processo contra o Metrô, empresa falhou em não realizar estudo para implantar a tecnologia. 

Bancos querem prisão por até 18 anos para cibercriminosos

Instituições financeiras pedem a aprovação urgente do PL 2638, apresentado na Câmara, pelo deputado Marcelo Ramos, PR/AM, que impõe punição rigorosa às fraudes cibernéticas. "A impunidade é um incentivo", diz Adriano Volpini, do Itaú-Unibanco.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G