TELECOM

Telefônica/Vivo escolhe a Microsoft para consolidar IA

Ana Paula Lobo* ... 25/02/2019 ... Convergência Digital

A Vivo vai usar a plataforma de inteligência artificial, Aura, uma iniciativa da Telefônica/Vivo Brasil, para se tornar uma plataforma e uma prestadora de serviços digitais. Um dos passos mais relevantes dessa estratégia foi a parceria firmada com a Microsoft Azzure. "São eles que vão nos dar a capacidade de big data e analytics. Eles foram escolhidos para serem o nosso parceiro", explicou o presidente da Telefônica/Vivo, Christian Gebara.

No evento, Gebara foi o escolhido para falar sobre a Aura, que chegará, ainda este ano, a nove países, depois de ter sido uma iniciativa da subsidiária brasileira. Hoje, reforçou o executivo, a plataforma de inteligência artificial é estratégica para a transformação digital da operadora.

A parceria entre Telefônica e Microsoft foi anunciada pelo CEO da MS, Satya Nadella, e pelo CEO da Telefónica, José Maria-Álvarez-Pallete.  Juntas, as companhias vão expandir o uso dos Serviços Cognitivos Azure para processos de negócios e envolvimento do cliente, vão criar novas experiências domésticas com tecnologia de IA e vão explorar o uso de tecnologias inteligentes para transformar a rede.

"Estamos muito no começo da inteligência artificial. Temos muito por fazer nessa área e a parceria Microsoft e Telefónica tem essa missão de fazer as pessoas confiarem mais na tecnologia", frisou Satya Nadella. Já o CEO da Telefônica, José Maria Àlvarez-Pallete, disse que as novas tecnologias trazem conectividade inteligente às redes e permite à Telefónica deixar de ser uma operadora, para se transformar em uma plataforma de serviços. Assistam um trecho da apresentação do CEO da Microsoft, Satya Nadella, e do CEO da Telefônica.

*Ana Paula Lobo viajou a Barcelona a convite da Huawei do Brasil


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

PGR:Lei de Santa Catarina que proíbe cobrança de valor adicionado é inconstitucional

“Lei estadual que proíbe a oferta e a cobrança de serviços de valor adicionado pelas prestadoras de serviços de telecomunicações é inconstitucional por usurpação da competência material e legislativa da União”, sustenta o procurador-geral da Repúublica interino, Alcides Martins.

TJ-RJ mantém condenação da Oi em R$ 200 milhões por contrato na área de games

Por não enxergar nulidade no laudo pericial que atestou as perdas e danos sofridas pelo rompimento do contrato de prestação de serviços de jogos eletrônicos, a 20ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, negou o agravo da operadora.

Força-tarefa da Anatel interrompe 25 emissoras clandestinas em São Paulo

Operação estava interferindo no controle de tráfego aéreo do aeroporto de Guarulhos. Também foram desmantelados 20 pontos onde a energia elétrica que alimentava os equipamentos de transmissão era furtada, com apreensão de cerca de uma tonelada de cabos de energia, em conjunto com a distribuidora local.

Prazo para questionar serviço não contratado de telefonia é dez anos

Superior Tribunal de Justiça entendeu que se aplica o artigo 205 do Código Civil. Seguindo o voto do relator, ministro Og Fernandes, a Corte aplicou ao caso o entendimento que resultou na Súmula 412 para as tarifas de água e esgoto.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G