INTERNET

Facebook começa a dividir receita com propaganda em vídeos no Brasil

Luís Osvaldo Grossmann ... 13/02/2019 ... Convergência Digital

O Facebook anunciou que a partir desta quarta, 13/2, está disponível também no Brasil o sistema de rateio das receitas publicitárias em vídeos publicados em páginas brasileiras. Chamado de Ad Breaks, o modelo foi lançado há quase dois anos nos Estados Unidos e depois estendido a outros 25 países.

“Ad Breaks é um formato de pequenos intervalos comerciais que são colocados nos vídeos no Facebook. Sempre que um Ad Break é mostrado, o publisher ou criador do vídeo recebe 55% da receita do anúncio”, informou a rede social em seu blog. A ferramenta, promove o FB, serve “para ajudar publishers e criadores de vídeo a construir um negócio e monetizar seu conteúdo na plataforma”.

Para o Facebook, é uma tentativa também de empurrar o Watch, uma espécie de youtube na linha do tempo dos usuários que no Brasil já é vista desde meados de 2018. Segundo o FB, o Watch tem 75 milhões de espectadores ativos diariamente e o tempo médio de exibição é de 20 minutos.

O sistema, porém, não vale para qualquer vídeo. Ele precisa ter mais de três minutos de duração, a página mais de 30 mil visualizações de vídeos totais, com duração de mais de um minuto, nos últimos dois meses, e mais de 10 mil seguidores.


Dona das Casas Bahia e Ponto frio lança banco digital no Brasil

Grupo Via Varejo anunciou parceria com startup norte-americana Airfox, com foco em clientes de baixa renda e uso das 800 lojas físicas como pontos de atendimento no país.

Acessos acima de 34Mbps já são 30,6% da banda larga fixa no Brasil

Planos com maiores velocidades são os que mais cresceram nos quatro primeiros meses de 2019, embora 13,6% das conexões ainda sejam abaixo de 2 Mbps. Provedores Internet seguem sendo os impulsionadores do desempenho da banda larga fixa.

Serpro: O não consentimento será a exceção com dados pessoais

Diretor-Presidente do Serpro, Caio Paes de Andrade, lembra que, com o LGPD, um órgão público ou privado - poderá, sem consentimento, processar dados em situações como o cumprimento de um  contrato.

Mais de 22 mil conteúdos ilegais da Internet foram removidos no Brasil no 1º tri

A ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) informa que esse montante é 9% maior do que o retirado no primeiro trimestre de 2018.

Peru, Colômbia, Equador e Bolívia se unem contra ICANN e Amazon

Presidentes dos quatro países contestam decisão favorável da ICANN à companhia norte-americana pelo domínio da Internet e acusam a entidade de conduzir uma governança inadequada da Internet.

Revista Abranet 27 . abril/junho 2019
Veja a Revista Abranet nº 27 A Convenção Abranet 2019 debateu economia, política e gestão. Cerca de cem empresas de internet e de tecnologia puderam ter uma visão mais clara sobre o que esperar no curto prazo. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G