Home - Convergência Digital

Ações trabalhistas caíram na primeira instância, mas cresceram nas demais

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 11/02/2019

Um levantamento realizado pelo portal Consultor Jurídico indica que a queda no ingresso de novas ações trabalhistas após a reforma da CLT foi superior a 30% na comparação entre 2017 e 2018. Mas houve um sensível aumento nos casos que chegam à segunda instância e até ao Tribunal Superior do Trabalho.

Segundo esse balanço, os cinco Tribunais Regionais do Trabalho com maior movimento – Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Campinas-SO, que atende o interior de SP – registraram aumentos de 4,9%, 7,3%, 8,4%, 9,2% e 18% no mesmo período. No TST, o aumento foi de 15%.

A presidente do TRT-15, Gisela de Araujo e Moraes, avalia que esse aumento em segundo grau era esperado porque pouco antes da reforma entrar em vigor houve um forte crescimento das reclamações. Segundo ela, somente na sua corte o número de reclamações trabalhistas, nos 40 dias que antecederam a entrada em vigor da reforma, subiu de 5,5 mil por semana para cerca de 20 mil. Os TRTs, portanto, sentem o crescimento nos recursos.

A expectativa é que o impacto da redução na primeira instância se espalhe nos próximos anos. “Houve uma movimentação dispare, uma entrada excessiva antes da reforma. Em 2018, o primeiro grau sofreu uma redução que vai refletir, em um futuro próximo, no TRT”, afirma a magistrada.

* Com informações do Conjur

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/11/2019
Acesso a dados de quem ligou é inconstitucional e não pode virar norma

25/10/2019
Teles: Acesso a cadastro é tecnicamente complexo e legalmente duvidoso

24/10/2019
Em decisão divergente, TRT-SP diz que não há vínculo de motorista com Uber

23/10/2019
Justiça Federal autoriza mais de um reparcelamento anual do Simples

22/10/2019
Justiça manda Google apagar imagens de crianças em exposição com homem nu

22/10/2019
Nova decisão judicial vincula motorista a Uber

21/10/2019
Justiça de SP derruba inspeção anual de app de transporte

18/10/2019
STJ: Internet deve ser veículo de divulgação de sentenças em ações coletivas

18/10/2019
Justiça obriga teles a entregarem dados cadastrais de quem telefonou

16/10/2019
Pagamento de boleto não torna banco responsável por compra via internet

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Negócios na nuvem vão gerar 491 mil empregos diretos no Brasil até 2024

A batizada, 'economia Salesforce', formada pelo ecossistema de parceiros e clientes da companhia, vai gerar nos próximos seis anos, 780 mil empregos indiretos e uma receita de R$ 247 bilhões em novos negócios. Transformação digital será responsável por 50% dos gastos com software e computação em nuvem.

Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Informação sigilosa pelo WhatsApp caracteriza justa causa para demissão

Mesmo com estabilidade provisória como cipeiros, Tribunal Superior do Trabalho deu validade à dispensa de três empregados que divulgaram nomes de futuros demitidos pelo app de mensagens. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site