INTERNET

Google descarta quebra de privacidade no Gmail

Ana Paula Lobo* ... 08/02/2019 ... Convergência Digital

Por meio de nota encaminhada ao Convergência Digital, nesta sexta-feira 08/02, a Google informou que "prestará todos os esclarecimentos necessários às autoridades. Não usamos a informação disponível no Gmail para a personalização de anúncios e estamos seguros de que nossos produtos seguem a legislação brasileira".

Nesta quinta-feira, 07/02, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, abriu investigação contra a empresa por possível violação de privacidade no Gmail, o e-mail da companhia. Se condenada, a Google pode pagar até R$ 9,7 milhões de multa.

Na prática, a questão está judicializada desde 2015, quando o Ministério Público Federal do Piauí denunciou a Google por rastrear e-mails sem o consentimento dos usuários. A Google recorreu e obteve uma sentença favorável no Tribunal de Justiça do Piauí, com a argumentação que a prática não colocaria usuários em risco.

Pressionada pelas denúncias de coleta indevida de dados, a Google, em 2017, promoveu uma mudança e deixou de exibir anúncios personalizados, por meio de informações coletadas por robôs. Mas até hoje a empresa é obrigada a se explicar.

Em entrevista concedida em janeiro a um jornal alemão, o CEO da empresa, Sundar Pichai, foi taxativo sobre o assunto: Nós não usamos as informações contidas nos e-mails. Nossos sistemas automatizados verificam spam. Não pegamos dados da sua conta do Gmail e os usamos em qualquer lugar para publicidade. Usamos os dados do Gmail para lembrá-lo sobre um próximo voo ou viagem".

*Com informações de Agências Internacionais






Dona das Casas Bahia e Ponto frio lança banco digital no Brasil

Grupo Via Varejo anunciou parceria com startup norte-americana Airfox, com foco em clientes de baixa renda e uso das 800 lojas físicas como pontos de atendimento no país.

Acessos acima de 34Mbps já são 30,6% da banda larga fixa no Brasil

Planos com maiores velocidades são os que mais cresceram nos quatro primeiros meses de 2019, embora 13,6% das conexões ainda sejam abaixo de 2 Mbps. Provedores Internet seguem sendo os impulsionadores do desempenho da banda larga fixa.

Serpro: O não consentimento será a exceção com dados pessoais

Diretor-Presidente do Serpro, Caio Paes de Andrade, lembra que, com o LGPD, um órgão público ou privado - poderá, sem consentimento, processar dados em situações como o cumprimento de um  contrato.

Mais de 22 mil conteúdos ilegais da Internet foram removidos no Brasil no 1º tri

A ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) informa que esse montante é 9% maior do que o retirado no primeiro trimestre de 2018.

Peru, Colômbia, Equador e Bolívia se unem contra ICANN e Amazon

Presidentes dos quatro países contestam decisão favorável da ICANN à companhia norte-americana pelo domínio da Internet e acusam a entidade de conduzir uma governança inadequada da Internet.

Revista Abranet 27 . abril/junho 2019
Veja a Revista Abranet nº 27 A Convenção Abranet 2019 debateu economia, política e gestão. Cerca de cem empresas de internet e de tecnologia puderam ter uma visão mais clara sobre o que esperar no curto prazo. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G