Home - Convergência Digital

Gammer: Uma profissão cada vez mais em alta no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 29/01/2019

Com cinco unidades instaladas nos bairros Alcântara, Campo Grande, Caxias, Madureira, Niterói e, em breve,na Tijuca, no Rio de Janeiro, e com previsão de abertura de uma unidade em Belo Horizonte, em Belo Horizonte, o Grupo ZION amplia o ensino de tecnologia voltada para games.

De acordo com o CEO, Leandro Moreira, entre os cursos mais procurados está o de DESIGNER GRÁFICO, onde o aluno vai aprender tudo sobre branding, desde criação e aplicação de logos, campanhas publicitárias, edição além das principais técnicas utilizadas no processo criativo dos mercados de Design.

Já no setor de TV E CINEMA, o aluno vai concluir o curso expert em edição, decupagem e videografismos, além de técnicas de roteirização, produção, direção, desenvolvimento de motion graphics, vinhetas e até efeitos visuais. Quem procurar pelo curso 3D vai receber noções de modelagem, texturização e iluminação de personagem.

Já na formação ZGames, o aluno se qualificará como GAME DESIGNER, aprendendo a desenvolver e comercializar jogos educativos e de ação, simuladores, treinamentos corporativos e até Realidade Virtual. Agora quem quer trabalhar com construção de site, o curso de WEB DESIGNER  vai transmitir todo o conhecimento desde o projeto até a publicação e administração na web.

Dados divulgados pela Newzoo mostram que o Brasil contava com cerca de 66,3 milhões de jogadores no ano passado. Os negócios nessa área movimentaram em torno de US$ 1,3 bilhão. Com isso, o País já é o 13º no ranking global e o número um entre os latino-americanos. Para este ano, segundo a pesquisa, serão 75,7 milhões de gamers que devem gerar US$ 1,5 bilhão em negócios.

A proposta do grupo ZION é fazer o aluno deixar de comprar jogos feitos para criar os seus epróprios. "Sempre sonhei com um um lugar onde se possa transformar a paixão e diversão em profissão. Essa é a nossa meta educacional", reforça Moreira.

Serviço:

Unidade Alcântara: Rua Silvio Romero, 50 - Alcantara, São Gonçalo - RJ. Contato: (21) 3856-2948.
Unidade Campo Grande: Rua Cel. Agostinho, 13 - Campo Grande, Rio de Janeiro - RJ . Contato: (21) 2411-8329.
Unidade Caxias: Rua José de Alvarenga, 562 - Centro, Duque de Caxias - RJ. Contato: (21) 4103-7293.
Unidade Madureira: Estrada do Portela, 57 - Madureira, Rio de Janeiro - RJ. Contato: (21) 2464-0052.
Unidade Niterói: Av. Visconde do Rio Branco, 243 - Centro, Niterói - RJ. Contato: (21) 3629-6777.
Tijuca: (21) 3828-0577
Belo Horizonte: (31) 3519-7089

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

30/01/2019
Empresa americana, dona do Bolsomito 2k18, comunica à Justiça o fim da venda do game

29/01/2019
Gammer: Uma profissão cada vez mais em alta no Brasil

26/10/2018
MPF quer retirada do ar de jogo em que Bolsonaro espanca direitos humanos

11/10/2018
MP do Distrito Federal exige retirada do mercado de game pró-Bolsonaro

10/09/2018
Cultura promete R$ 100 milhões e política de incentivo a jogos eletrônicos

28/08/2018
Procura por estágio em jogos eletrônicos cresce 13% no Brasil

14/08/2018
Olimpíada digital de matemática quer a participação de 100 mil brasileiros

27/04/2018
Maratona de desenvolvimento de jogos acontece em quatro cidades brasileiras

11/10/2017
Vivo cria plataforma para ser a operadora dos gamers no Brasil

13/07/2017
Ancine prorroga prazo para inscrições nos editais de jogos eletrônicos

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

Falta de mão de obra qualificada espanta investidores no Brasil

Mais de 50% dos jovens brasileiros podem ficar fora do mercado de trabalho por falta de qualificação e de habilidades digitais. A advertência foi feita por especialistas que debateram sobre educação e capacitação digital no Painel Telebrasil 2019.

Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

Entidade das empresas de TI se posiciona contrária ao PLS 317/17. que passa a exigir diploma de profissões como Analista de Sistemas, desenvolvedor, engenheiro de sistemas, analistas de redes, administrador de banco de ados, suporte e profissões correlatas.

Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

Raio-X do mercado de trabalho nos últimos 10 anos, feito pela Softex, mostra que o salário médio de R$ 6 mil.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site