Clicky

Anatel aprova PGMU 5, mas tenta superar impasse com as teles

Luís Osvaldo Grossmann ... 19/12/2018 ... Convergência Digital

Em sua última reunião em 2018, o Conselho Diretor da Anatel aprovou uma proposta para um novo plano de metas universalização. Voltado ao período 2021-2025, ele é idêntico ao PGMU anterior, 2017-2020, que até hoje não foi aprovado pelo governo federal. A proposta ficará em consulta pública por 60 dias.

Isso significa que a mudança significativa das metas se mantém na redução dos critérios para a instalação de orelhões. Com a remoção da proporcionalidade à população e dos critérios de distanciamento, a expectativa é de que a planta atual, com mais de 700 mil telefones públicos espalhados pelo paús, seja reduzida para pouco mais de 84 mil.

“Temos um estudo que mostra que a diferença não ter sido ainda aplicada resultou na alocação de R$ 1,1 bilhão para manutenção de telefones públicos entre 2015 e 2018”, afirmou o presidente da Anatel, Leonardo de Morais, ao defender a mudança nas metas de universalização.

A Anatel aprovou o PGMU 4 (para 2017 a 2020), ainda em 2016, mas a fé de que seria aprovada no Congresso a revisão do marco legal do setor de telecomunicações – e com ele o fim das concessões e do próprio PGMU – acabou atrasando o cronograma.

Além disso, governo e Anatel divergem sobre as metas de universalização e mesmo sobre o saldo, ou seja, aquilo que as concessionárias devem por terem sido beneficiadas por reduções nas obrigações contratuais. A versão do PGMU que o MCTIC mandou à Casa Civil prevê compromissos de cobertura com LTE. A Anatel acha que são compromissos fora do escopo dos contratos de concessão.

No caso do saldo, as empresas rejeitam o valor desde quando a conta ainda estava em R$ 3,3 bilhões, depois corrigida para R$ 3,7 bilhões. Por isso, as empresas não assinaram a revisão dos contratos de concessão. Agora, para tentar superar o impasse, a Anatel vai insistir no saldo, mas mexer nos termos.

É que logo após o artigo sobre o saldo nos contratos, a agência vai incluir que o reconhecimento dos valores previstos não implicam em renúncia ao procedimento de arbitragem a ser solicitado pelas concessionárias para rediscutir os números.


Internet Móvel 3G 4G
Leilão do 5G nos EUA bate recorde e apura US$ 81,2 bilhões

A Verizon ficou com a maior parte das licenças e vai pagar US$ 45,5 bilhões. A frequência licitada foi a banda C (3,7GHz a 4,2 GHZ). AT&T e T-Mobile US também compraram licenças para ofertar o 5G. Tal como aqui no Brasil, as teles terão de compensar as empresas de satélite para a limpeza do espectro com o montante de US$ 14 bilhões.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Ganho global com Wi-Fi e Wi-Fi 6E chega a R$ 26 trilhões até 2025

Estudo destaca que o uso total da faixa de 6 GHz, com 1200 MHz para sistemas não licenciadas servirá como condutor de crescimento a taxas anuais de 150%. Também será essencial para o impulso da Internet das Coisas.

Veja mais matérias deste especial    •    Inscrição gratuita - Clique aqui

CVM cobra Telebras que anuncia renovação por 10 anos de contrato com Eletrobras

Acordo vale para o uso de fibras óticas e infraestrutura de telecomunicações com a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A (Eletronorte) e Furnas Centrais Elétricas S/A (Furnas). Estatal teve movimentação atípica de ações.

Minicom: “Queremos o 5G standalone, que é o 5G de verdade, não um 4G plus”

Ao concluir viagem à Europa e Ásia para falar com fabricantes de equipamentos, o ministro das Comunicações, Fabio Faria, avisou que o governo também defende a exigência do release 16 do 3GPP no leilão da quinta geração. 

Claro e Vivo se isolam contra a exigência do 5G pleno

TIM, provedores regionais, pequenos prestadores e operadoras competitivas reforçaram aos parlamentares que 5G pleno não custa mais nem atrasa implementação no Brasil.

Anatel publica regras para fim das concessões de telefonia

Regulamento de Adaptação do STFC traz prazos e procedimentos para Oi, Telefônica, Claro, Algar e Sercomtel decidirem sobre a migração do regime público para privado. 




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G