SEGURANÇA

Sicredi nega vazamento, mas admite 'exposição' de dados de associados

Convergência Digital* ... 12/12/2018 ... Convergência Digital

Por meio de comunicado oficial divulgado nesta quarta-feira, 12/12, a cooperativa de crédito Sicredi, assume que detectou "a partir de monitoramento interno, a exposição de dados de alguns associados de uma região do interior do Rio Grande do Sul".

A companhia, que atua em 22 estados do País e conta com mais de 3,8 milhões de associados, reforça no comunicado que " não foi detectada a exposição de dados bancários sigilosos, as operações permanecem normais, sem comprometimento dos seus sistemas de segurança e que adota as melhores práticas relacionadas à segurança da informação".

O caso se tornou público depois que hackers, que seriam ligados a rede Anonymous, publicaram no repositório Pastebian arquivos que chegam a 1,2 TB de dados da cooperativa de crédito. De acordo com os sites especializados em segurança, as informações publicadas incluem uma série de nomes com datas de abertura de contas, e, de forma mais preocupante, o que parecem ser registros de procedimentos realizados com clientes, com a rotina de aprovação de funcionários.

A exposição de dados teria ocorrido por uma engenharia social - ou seja pelo descontentamento de funcionários - e não por um ataque hacker para a exigência de resgate pelas informações vazadas. Este é o segundo vazamento denunciado esta semana. O primeiro foi da Tivit, que se juntam à FIESP, ao Banco Inter e à varejista C&A como empresas que tiveram 'exposição' de dados.




NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Mais de 120 milhões de CPF de brasileiros vazaram de servidor mal configurado

O fato aconteceu em março deste ano e foi detectado pela empresa InfoArmor. O dono do servidor mal configurado não foi identificado. Os vazamentos se multiplicam no País. Só essa semana foram três: TIVIT, Sicredi e SKY.

BT Brasil defende clientes de mais de 125 mil ataques cibernéticos/mês

De acordo com o diretor geral da operadora no Brasil, Alex Inglês, em 12 meses, a companhia ‘defendeu’ cerca de 18 mil ataques DDoS de larga escala, alguns chegando a 650 gibabits. Complexidade tributária afasta investimentos em rede no Brasil, afirma ainda o executivo.

EUA voltam a acusar China de espionagem cibernética

Agência de Segurança Nacional alega que os chineses violam acordo para restringir esse tipo de ‘ataque’ firmado em 2015.

No Brasil, 20% das PMEs quebram após ataque hackers

Levantamento feito com 285 empresas mostra que boa parte pagou resgate para ter dados recuperados após ataque hacker. O pagamento é feito, em média, de 0,3 a 0,4 do valor de um bitcoin (R$ 9,6 mil). Entre as PMEs pesquisadas, seis de cada 10 admitiram ter sido contaminadas por malware.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G