Home - Convergência Digital

Indústria de TICs brasileira sinaliza apoio à Huawei

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 07/12/2018

O empresariado brasileiro tende a defender, por meio da Abinee, a Huawei caso o governo Bolsonaro decida apoiar a posição do governo Donald Trump de banir a fabricante chinesa das suas infraestruturas, sob a argumentação de 'espionagem' de rede. No almoço de final de ano da Associação Brasileira da Indústria Elétrica Eletrônica (Abinee), boa parte dos empresários apoiou a Huawei. "Não tem sentido. A competição é a melhor situação para todos", observou um grande empresário de telecomunicações.

"Se a Huawei for banida no Brasil, teremos um caos na infraestrutura. A empresa está em todas as redes. E não há razão de tira-la da rede 5G. Quem define quais equipamentos quer usar são as operadoras que vão investir", completou outro empresário. Na prática, o Brasil é um grande importador da Ásia, mas vende muito pouco para a região.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, já se mostrou reticente com relação aos negócios com a China e criou uma política de estranhamento, mas os empresários de TICs acreditam que é possível remover ideias de retaliação. Hoje, o maior comprador de produtos brasileiros é a União Europeia, responsável por 53% do que foi vendido para o exterior em 2018. Os Estados Unidos aparecem na segunda posição com 22%. A América Latina, em função da crise da Argentina, registrou uma queda expressiva de oito pontos percentuais.

Conflito EUA x Huawei

Os promotores dos Estados Unidos querem que a vice-presidente financeira da Huawei, Meng Wanzhou, de 46 anos, que também é filha do fundador da companhia, enfrente acusações de fraude relacionadas violação de sanções contra o Irã. A executiva foi presa em 1º de dezembro a pedido dos Estados Unidos.

Meng enfrenta acusações de fraude nos EUA por supostamente acobertar a relação da Huawei com a Skycom, sediada em Hong Kong, segundo evidências lidas no tribunal nesta sexta-feira. De 2009 a 2014, segundo as evidências lidas, a Huawei usou a Skycom para operar negócios no Irã, apesar de proibições dos EUA e da União Europeia.

Se for extraditada, Meng pode enfrentar acusações de conspiração para fraudar múltiplas instituições financeiras, afirmaram promotores, com uma sentença máxima de 30 anos para cada acusação.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/01/2019
MCTIC define a estrutura de executivos para TICs

17/01/2019
Paraná cria curso para formar profissionais técnicos para o 5G

15/01/2019
Vinte e dois anos depois, governo tenta, mais uma vez, criar uma identidade nacional

14/01/2019
Governo obriga planejamento prévio para compra de bens e serviços de TICs

11/01/2019
MCTIC começa mudanças pela secretaria de telecom

10/01/2019
Extinção da CEITEC liquida política brasileira de semicondutores

09/01/2019
MCTIC quer destravar acordo Telebras/Viasat por banda larga em 100 dias

07/01/2019
Para americanos, 5G vai mudar a geração de empregos, a vida pessoal e os negócios

02/01/2019
Caio Mario de Andrade é o novo presidente do Serpro

02/01/2019
Governo: Telebras fica 'da mesma forma' e precisa desatar 'nó' com Viasat

Destaques
Destaques

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

5G exige pelo menos 100 MHz para cada operadora no Brasil

O tema preocupa a coordenação de espectro do 5G Brasil, uma vez que foram destinados 300 MHz na faixa intermediária e há quatro operadoras nacionais.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site