Home - Convergência Digital

Brasil tem que avançar muito mais em fibra óptica para ter o 5G

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 06/12/2018

Não dá para falar em sociedade conectada pelo 5G se não houver disponibilidade integral de fibra óptica, advertiu o presidente mundial da Furukawa, Keiichi Kobayashi, que passa essa semana no Brasil. Em encontro com a imprensa nesta quinta-feira 06/12, o executivo observou que o Japão possui 95% da sua planta com fibra óptica. Mas a maior parte dos países está muito longe.

"Os EUA têm pouco mais de 20%. O Reino Unido e a Alemanha pouco mais de 10%. O Brasil tem 5%. Há muito para difundir a fibra óptica. A sociedade do conhecimento do 5G exige uma infraestrutura FTTx (arquitetura de rede de banda larga através de fibra óptica)", reforça o presidente mundial da Furukawa.

Para Kobayashi, 5G é a palavra-chave de todo e qualquer investimento em tecnologia e há muitas oportunidades em aberto com Inteligência Artificial e realidade virtual, entre outras. No caso da Furukawa, são sete centros de desenvolvimento trabalhando duro para definir o que o mundo terá em 2030. "Há um ano nos debruçamos sobre como será o mundo daqui a 13 anos e o material foi pensado pelos jovens. O 5G permitirá conforto, segurança e tranquilidade aos cidadãos. O 5G vai mudar a maneira que vivemos e terá a responsabilidade de não poder falhar", atesta.

Indagado sobre se - por excesso de demanda - poderá faltar fibra óptica no mundo - o presidente mundial da Furukawa minimizou o problema. Ele lembrou que, atualmente, mais de 50% da demanda global está direcionada para a China, onde não há o requisito da melhor qualidade. Nós investimentos cerca de US$ 150 milhões no biênio 2018 a 2020 para aumentar a nossa capacidade de produção de fibras de valor agregado. Não posso dizer que não vai faltar, mas posso assegurar que nós nos preparamos para atender à evolução da tecnologia", salientou Keiichi Kobayashi.

O Brasil, pontuou ainda o executivo, segue sendo uma das prioridades da empresa, que completou 134 anos de existência. "Sabemos que o Brasil está num momento de mudança de gestão, que podem acontecer algumas turbulências, mas isso não vai nos desviar do nosso negócio. A fábrica no Brasil está sendo ampliada, assim como, nossos negócios na indústria automobilística para a entrega dos carros conectados", finalizou Kobayashi.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/01/2019
Paraná cria curso para formar profissionais técnicos para o 5G

07/01/2019
Para americanos, 5G vai mudar a geração de empregos, a vida pessoal e os negócios

28/12/2018
Huawei, apesar da pressão dos EUA, fechou 26 contratos de 5G

21/12/2018
ISPs superam a Oi no ranking nacional de banda larga fixa

20/12/2018
Oi vende banda larga via banda KA para clientes corporativos

20/12/2018
Um terço das casas no Brasil usam antenas parabólicas

13/12/2018
Relatório prevê 25 operadoras com serviços 5G em 2019, 51 em 2020

12/12/2018
Indústria pressiona por faixas de 26GHz, 40 GHz e 66-71 GHz para o 5G

11/12/2018
Preocupação com parabólicas não pode excluir Brasil do 5G

09/12/2018
"O mundo precisa comprar a ideia do 5G nas áreas remotas"

Destaques
Destaques

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

5G exige pelo menos 100 MHz para cada operadora no Brasil

O tema preocupa a coordenação de espectro do 5G Brasil, uma vez que foram destinados 300 MHz na faixa intermediária e há quatro operadoras nacionais.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site