Home - Convergência Digital

No Brasil, 54 de cada 100 celulares já são 4G

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 04/12/2018

Enquanto no cenário geral o total de acessos móveis segue em queda, com a desativação de 3,1 milhões de chips entre janeiro e outubro de 2018, o 4G voa na contramão e cresceu 23% no mesmo período, agregando mais 23,5 milhões de chips, para um total de 125,7 milhões de acessos em serviço – ou 53,9% dos 233,3 milhões de todo o país.

Mais forte que isso, só mesmo a evolução do que pode ser considerada como uma primitiva internet das coisas, ou o que por enquanto a Anatel chama de M2M Especial, para distingui-la das maquininhas de cartões (M2M Padrão), cujos acessos saltaram de 6,2 milhões para 8 milhões em uso, um crescimento de quase 29% nos dez meses terminados em outubro.

O ajuste do mercado é visível pela mudança de perfil dos acessos móveis. Enquanto o 4G galopa com mais de 2 milhões de novos chips ativados a cada mês, despencam os acessos por 2G e 3G, que juntos perderam mais de 29 milhões de chips ao longo deste ano.

Paralelamente, os chamados planos controle vão fazendo o mercado pré-pago encolher. Ao fim de outubro, os pré-pagos somavam 136 milhões de chips, contra os 148 milhões do início do ano. No caminho inverso, os pós-pagos ganharam mais 9 milhões de acessos, chegando a 97 milhões, ou 41,5% do total.

Entre as principais operadoras, as quatro grandes acumulam perdas na base total que, embora em montantes distintos, em praticamente nada afetaram suas posições de mercado. Telefônica (31%), Claro (25%), Tim (24%) e Oi (16%) mantiveram a mesma fatia que detinham quando o ano começou.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/04/2019
Teles fazem cadastramento para atualizar dados de clientes do celular pré-pago

09/04/2019
Usuários esticam uso dos smartphones e mercado recua 0,5% puxado pelos top de linha

18/02/2019
Publicidade no celular vai girar R$ 240 bilhões em 2020

13/02/2019
Teles trocam toda a base de pré-pagos a cada dois anos

08/02/2019
Em quatro anos, telefonia celular no Brasil perdeu um em cada cinco chips

30/01/2019
Programadores reforçam algoritmo nacional criado para ajudar vítimas de Brumadinho

28/01/2019
Quase 200 programadores criam algoritmo para localizar vítimas de Brumadinho

28/01/2019
Teles unem equipes e montam esquema de emergência para atender Brumadinho

09/01/2019
Cobertura é prioridade 1 na escolha da operadora móvel

14/12/2018
Clonagem de celular preocupa Anatel e operadoras

Destaques
Destaques

Com 5G, Internet das coisas entra no radar dos bancos no Brasil

Muitas instituições financeiras estão com a área de inovação trabalhando para entender como usar a Internet das Coisas em seus serviços, diz o diretor de Tecnologia da Federação Brasileira de Bancos, Febraban, Gustavo Fosse.

País ativa 2 milhões de chips 4G por mês

Primeiro trimestre do ano terminou com 136 milhões de acessos LTE ativos, ou praticamente 60% dos celulares em serviço.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site