Home - Convergência Digital

Se o 4G é engessado, o 5G se define pela flexibilidade

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 03/12/2018

A palavra que define o 5G é flexibilidade. "Até agora temos redes engessadas. O 4G é engessado. O 5G vai muito além de um aumento de velocidade. Ele tem requisitos que mudam de acordo com o uso pelo usuário. Vão ser distintos cenários de utilização", explica o coordenador de Desenvolvimento do Projeto 5G Brasil e professor do Inatel, Luciano Mendes Leonel.

Ainda segundo Leonel, o 5G será o gateway universal para Internet das Coisas e também o responsável por levar conectividade universal às áreas remotas. Sobre as redes NB-IoT, que serão lançadas pelas teles móveis, o especialista as define como a primeira onda de digitalização. Luciano Mendes Leonel participou do 5G Global Event, organizado pela Telebrasil e realizado no Rio de Janeiro nos dias 28 e 29 de novembro. Assistam à entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/05/2019
TIM faz testes de 5G em Florianópolis, Campina Grande e Santa Rita do Sapucaí

22/05/2019
Leilão do 5G inclui quatro faixas e será o maior da história da Anatel

22/05/2019
5G exige muito espectro para entregar tudo que se espera da tecnologia

21/05/2019
Testes de 5G indicam que será preciso mitigar 6 milhões de parabólicas

21/05/2019
Anatel: Brasil terá espectro suficiente para não ficar com falso 5G

21/05/2019
Testes de 5G indicam que será preciso mitigar 6 milhões de parabólicas

20/05/2019
Estados Unidos adiam sanções impostas à Huawei por 90 dias

20/05/2019
Vertiv: Edge computing impõe um novo jogo no negócio de data center

16/05/2019
Huawei: 'lista negra' dos EUA infringe direitos e levanta sérias questões legais

15/05/2019
Teles pedem medidas pró 5G e governo acena com Decreto para antenas

Destaques
Destaques

Com 5G, Internet das coisas entra no radar dos bancos no Brasil

Muitas instituições financeiras estão com a área de inovação trabalhando para entender como usar a Internet das Coisas em seus serviços, diz o diretor de Tecnologia da Federação Brasileira de Bancos, Febraban, Gustavo Fosse.

País ativa 2 milhões de chips 4G por mês

Primeiro trimestre do ano terminou com 136 milhões de acessos LTE ativos, ou praticamente 60% dos celulares em serviço.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site