Home - Convergência Digital

5G vai se disseminar rápido e atingir 40% do planeta até 2024

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 27/11/2018

O 5G deve atingir mais de 40% da população mundial e reunir 1,5 bilhão de assinantes até o fim de 2024, tornando-se a tecnologia que mais rápido será disseminada em escala global, prevê a fabricante de equipamentos Ericsson em seu novo relatório sobre telefonia móvel.

Para a empresa sueca, a chave para a nova onda tecnológica e a rapidez de sua disponibilização em vários países está ligada à ampliação da capacidade das redes de telecomunicações, menores custos por gigabyte e a possibilidade de viabilizar novos tipos de uso.

Por essas previsões, a América do Norte e o Nordeste da Ásia vão liderar a adoção do 5G. Segundo a Ericsson, na América do Norte a nova tecnologia deverá concentrar 55% dos assinantes móveis até o fim de 2024. Enquanto no Nordeste da Ásia serão mais de 43%, puxados pela Coreia do Sul, Japão e China. Na Europa Ocidental, essa estimativa é de cerca de 30% dos assinantes da telefonia móvel estejam usando 5G no fim de 2024.

O relatório não faz projeções para a América Latina – nem África, nem sudeste asiático ou os países árabes, ou qualquer das porções menos prósperas do planeta. Menciona, porém, que Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e México já estão planejando implementações de 5G a partir de 2020 e que a primeira faixa de frequência para a nova tecnologia será 3,5 GHz.

Ainda segundo a Ericsson, o tráfego móvel cresceu cerca de 79% nos doze meses encerrados em agosto de 2018, puxado especialmente pela China. De maneira geral, o principal componente do crescimento global é o tráfego de vídeo, que a fabricante sueca acredita crescerá a taxas anuais de 35% até 2024, representando então 74% de todo o tráfego móvel.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/02/2019
5G vai responder por 4,8% do tráfego móvel em 2022

15/02/2019
Indústria de Telecom mobiliza força-tarefa para salvar 5G da guerra política

13/02/2019
Huawei reage e sugere abertura de códigos-fonte para todos os fabricantes 5G

11/02/2019
5G Americas pede pressa para licenciamento das faixas entre 3,7 e 4,2 GHz

29/01/2019
Governo dos EUA acirra clima com China por conta da Huawei

24/01/2019
Era 5G exige responsabilidade e ética digital

23/01/2019
Para acelarar o 5G, Telefónica e Vodafone compartilham infra no Reino Unido

22/01/2019
5G vai quintuplicar o tráfego de dados e terá papel decisivo na economia mundial

21/01/2019
China Unicom faz primeira ligação 5G no release 15 do 3GPP

17/01/2019
Paraná cria curso para formar profissionais técnicos para o 5G

Destaques
Destaques

IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

A indefinição regulatória pesa, assim como a tributária, mas muitas corporações estão colocando os seus projetos na rua, diz Pietro Delai, gerente de consultoria e pesquisa da consultoria. No Brasil, negócios de IoT devem movimentar US$ 9 bilhões em 2019, ou R$ 30 bilhões.

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site