Home - Convergência Digital

Smartphones são o objeto de consumo na Black Friday brasileira

Convergência Digital* - 08/11/2018

A Black Friday, que neste ano ocorre no dia 23 de novembro, tem previsão de movimentar R$ 4,11 bilhões no e-commerce, 11% a mais do que o valor arrecado no mesmo período de 2017. A estimativa é da E-Consulting, consultoria que mede previsões financeiras para o comércio eletrônico há 14 anos.

Segundo o levantamento da consultoria, o índice do varejo online (VOL) da E-Consulting é somado a partir das vendas online ocorridas em lojas virtuais de bens de consumo, que inclui eletrodomésticos, eletrônicos, moda e cosméticos; de automóveis e produtos automotivos; e de turismo, que são passagens aéreas, reservas de hotéis, pacotes turísticos.

O montante é calculado em transações ocorridas no e-commerce B2C (Business to Consumer) nos formatos tradicional, mobile commerce (vendas via dispositivos móveis), social commerce (via redes sociais) e compras coletivas, bem como o nicho de C2C (Consumer to Consumer). Ainda de acordo com o estudo, o tíquete médio de compras será de R$ 822 na internet, sem contar automóveis, perfazendo uma alta de 6,4% em relação à Black Friday do ano em que o brasileiro gastou R$ 770, em média.

Celulares, televisores, geladeiras e passagens aéreas estarão entre as categorias mais procuradas durante o evento. O número de pedidos nestes mercados poderá registrar uma expansão de 5,3%, indo de R$ 3,76 milhões para R$ 4 milhões.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/06/2020
Mastercard calcula alta de 75% nas vendas pela internet em maio

12/06/2020
Em maio, compras online cresceram 126%, para R$ 9,4 bilhões

01/06/2020
Vendas online têm primeiro recuo desde início do isolamento

11/05/2020
Dia das Mães com isolamento social faz vendas pela internet saltarem 123%

07/05/2020
Compras pela internet serão novo normal pós Covid-19

29/04/2020
Compras por aplicativos crescem 30% com isolamento social

28/04/2020
OTTs de mensagens são principal canal de vendas nas PMEs

27/04/2020
Dona das Casas Bahia, Pontofrio.com e Extra.com compra startup de logística

22/04/2020
Facebook vai usar WhatsApp para pagamentos em pequenos varejistas

17/04/2020
Coronavírus empurrou brasileiros para as primeiras compras online

Destaques
Destaques

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site