Home - Convergência Digital

Temor de interferência faz Anatel abrir consulta pública sobre usar 3,5 GHz para 5G

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 01/11/2018

A Anatel vai abrir uma consulta pública para discutir a destinação da faixa de 3,4 GHz a 3,6 GHz para o 5G. A questão é tratar das condições de uso da faixa, o que implica, por exemplo, no aumento dos blocos dentro dessa fatia do espectro, que passarão dos atuais 10+10 MHz para até 100+100 MHz. Serão aceitas contribuições por 30 dias.

O tema está em evidência na Anatel, que já possui uma tomada de subsídios aberta pelo Comitê de Espectro e Órbita para discutir de forma semelhante o uso das faixas de 2,3 GHz e 3,5 GHz, e que recentemente teve seu prazo final de sugestões adiado para 9/12. A diferença é que enquanto o CEO já trabalha com uma possível licitação ainda em 2019, a decisão do Conselho Diretor pontua que primeiro devem ser superadas as questões relacionadas a interferências com antenas parabólicas.

“É fundamental destacar a preocupação com a convivência dessa faixa em relação aos serviços hoje operados pela TVRO. Fez-se uma menção explícita aos estudos em curso pela Comissão de Espectro e Órbita, diante de um potencial impacto estimado em 20 milhões de domicílios”, ressaltou o relator da consulta pública, Otávio Rodrigues.

O relator indicou no voto aprovado nesta quinta, 1º/11, que tais estudos devem subsidiar a elaboração do edital de licitação, “que poderá conter compromissos para a mitigação de interferências ou mesmo autorizar o uso somente em regiões especificas onde o uso de TVRO for mitigado”.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/03/2019
Oi testa 5G na faixa de 3,5GHz em Búzios, no Rio de Janeiro

22/03/2019
Anatel dá 18 meses para operadoras padronizarem números 0800

22/03/2019
Oi quer licença da Anatel para investir em redes que União terá que indenizar

22/03/2019
Anatel propõe liberdade tarifária em chamadas de longa distância

21/03/2019
Anatel incluiu a faixa de 26GHz no leilão do 5G

20/03/2019
Anatel amplia bloqueio de celulares irregulares para 15 Estados

18/03/2019
Anatel e UIT lançam curso online de direitos do consumidor de telecom

15/03/2019
Anatel tem novo superintendente de outorga e recursos à prestação

12/03/2019
Anatel abre 90 dias para teles inscreverem suas inovações ao consumidor

11/03/2019
Anatel vai premiar operadora com melhor iniciativa pró-consumidor

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site