Home - Convergência Digital

Teles vão ganhar dinheiro com coisas conectadas como provedores de serviços

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 25/10/2018

Como monetizar as coisas conectadas têm sido a grande pergunta do ecossistema de Internet das Coisas. Especialmente nas operadoras de telecomunicações. E ganhar dinheiro com IoT acontecerá com serviços que facilitem ainda mais o dia a dia das pessoas, observa Paulo Zambroni, da Ericsson Brasil. No Futurecom 2018, realizado de 15 a 18 de outubro, em São Paulo, a fabricante apresentou um case: bicicletas conectadas a um sistema de monitoramento e de gestão de recursos.

"O modelo permite que uma pessoa usando a bicicleta possa parar num café e pagar pelo sensor. Esse modelo faz com que a tele deixe de ser um canal de tecnologia e se torne um provedor de serviços dentro de um novo ecossistema", frisa o especialista. A fabricante estima que, em 2023, serão mais de 20 bilhões de objetos conectados a partir do serviço comercial do 5G.  Assistam a entrevista com Paulo Zambroni, da Ericsson.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/11/2018
Burocracia em excesso trava expansão de redes de fibra óptica

16/11/2018
Copel Telecom tem R$ 300 milhões para expandir oferta de FTTH

13/11/2018
Brasil precisa mudar para atrair investimentos para o 5G

09/11/2018
Faltam desenvolvedores para criar software no Brasil

08/11/2018
Computação em nuvem é o habilitador da transformação digital

07/11/2018
Via Varejo elege containers para integrar operações online e física

30/10/2018
Internet das Coisas exige rediscussão sobre neutralidade no Marco Civil

30/10/2018
Sem conectividade, não há estratégia de computação em nuvem

30/10/2018
Nuvem especializa a área de canais da A10 Networks

30/10/2018
Infinera diz que está pronta para enfrentar rivais chineses no Brasil

Destaques
Destaques

Na IoT, o segredo não está na Internet, mas, sim, nas coisas

O setor de Telecom precisa ter a humildade de entender que precisa se adequar às coisas para lidar com verticais como o agronegócio, diz o vice-presidente de estratégias da Ericsson, Vinicius Dalben. A fabricante fez um piloto de IoT com um caminhão da Scania.

GSMA: Governos adiantam licitação para pressionar implantação do 5G

Diretor de estratégia da GSMA, Fabio Moraes, lembra, porém, que as operadoras ainda estão fazendo investimentos no 4G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site