Home - Convergência Digital

Acesso patrocinado abre novas receitas para teles

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 03/10/2018

Ao participar nesta quarta, 3/10, do seminário sobre ecossistemas digitais promovido pela Anatel, a diretora para a América Latina da Datami, empresa americana que intermedia acordos entre marcas e operadoras móveis, Mariana Oliveira, defendeu negócios de acesso patrocinado à internet como um segmento importante para novas formas de remuneração ao mercado de telecomunicações.

“Para a operadora é uma receita que ela não tinha antes, que vem do marketing da Unilever, do Santander, e isso é muito bom. É um novo orçamento. E ao mesmo tempo aumenta o engajamento da marca e aumenta a performance”, afirmou.

A Datami foi criada em 2013 nos EUA e chegou em 2016 no Brasil. Segundo a diretora para a América Latina, já conta com cerca de 30 empresas como Santander, Natura, Avon e Mercado Livre que usam a solução tecnológica da empresa ameriucana para o acesso patrocinado a sites na web – ou seja, sem desconto de dados na franquia dos usuários – em acordos com as operadoras móveis que atuam no Brasil.

“A navegação patrocinada é importante porque grande parte da população ainda tem pacotes pré-pagos. Cerca de 60% do mercado é pre-pago e outros 18% são planos controle. Ou seja, as pessoas não têm recursos para navegar o tempo inteiro. A demanda por dados é muito maior que a oferta existente. Então o dado patrocinado entra para cobrir essa lacuna”, defendeu a executiva no seminário da Anatel.

“Os bancos são um ótimo exemplo. O Bradesco foi o primeiro banco do mundo a usar dados patrocinados há quatro anos. É um acordo em que as operadoras vendem performance para o banco. O banco quer tirar esse usuário da agência bancaria, do call center, que têm custos maiores, para canais mais baratos e que também são mais convenientes para o usuário. As novas gerações não querem mais ir ao banco”, completou.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

03/10/2018
Acesso patrocinado abre novas receitas para teles

28/09/2018
Claro libera zero rating e vídeos da Netflix para clientes pós-pago

26/09/2018
Empresa responde por assédio feito a funcionária pelo celular corporativo

21/09/2018
Novos iPhones já dispensam componentes da Qualcomm

19/09/2018
Justiça negocia plataforma para cooperação jurídica online com a Interpol

17/09/2018
Bloqueio de celular pirata será estendido a mais 10 estados

17/09/2018
Justiça manda metrô de SP parar coleta de dados e multa em R$ 50 mil por dia

31/08/2018
Idec processa metrô de SP em R$ 100 milhões por coleta ilegal de dados

28/08/2018
WiFi é principal conexão a internet pelos celulares

28/08/2018
Bloqueio de celular em presídios afeta população próxima, diz 5G Americas

Destaques
Destaques

FCC, dos EUA, impõe ‘Lei das Antenas’ para acelerar redes 5G

Regra aprovada pelo regulador dos Estados Unidos prevê entre 60 e 90 dias como prazo máximo para licenças de instalação de equipamentos, em especial, para as small cells. Lá também há burocracia e o prazo de espera pode chegar a um ano. No Brasil, a situação não é diferente.

BNDES recebe 54 projetos de IoT e selecionados terão apoio de R$ 30 milhões

São 23 projetos que propõem soluções de Internet das Coisas para cidades, 17 para saúde e 14 para campo. Juntos, envolvem investimentos de R$ 360 milhões. Banco vai selecionar, até outubro, as empresas que vão receber empréstimos não reembolsáveis.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site