TELECOM

Presidenciáveis deixaram a economia digital de fora das suas agendas

Por Roberta Prescott* ... 01/10/2018 ... Convergência Digital

As telecomunicações ainda são um tema pouco debatido entre os presidenciáveis. Nesta segunda-feira 1/10, durante o lançamento do manifesto por um novo pacto digital, o presidente da Telefônica, Eduardo Navarro, afirmou, ter tido encontros com algumas das candidaturas, falando com "números dois, vices, e equipe econômicas".

"Entre nós, temos, como setor, a mensagem de que é assunto relevante e que mereceria ser levado. Mas, infelizmente, temos a constatação de que o assunto é muito pouco debatido. Tem uma pincelada aqui e ali, mas esta percepção de nova realidade digital não faz parte das agendas públicas dos candidatos", afirmou Navarro.

O executivo disse que, havendo oportunidade, tentará levar o tema aos candidatos, senão, uma vez conhecido o vencedor, há interesse do setor em procurar a equipe do vencedor e salientar a importância do debate do digital e conectividade para a sociedade brasileira.

A Telefônica lançou no Brasil seu manifesto por um novo pacto digital. O documento, estruturado em cinco pilares, foi, primeiramente, lançado na Espanha, país sede da Telefônica, em junho deste ano. Para Navarro, há consenso no setor em políticas públicas para conectividade. "Embora não tenha havido discussão formal sobre o pacto digital [lançado pela Telefônica nesta segunda-feira], a probidade para haver consenso é elevada", disse.

Ele acrescentou que o lançamento, faltando pouco para a eleição não teve vinculação com a agenda eleitoral. O presidente da telco mostrou estar ciente de que não dá para colocar os temas levantados no manifesto, neste momento, no debate eleitoral. "Sinto falta porque houve debate com os candidatos sobre indústria, agricultura, uma série de setores que conseguiram organizar o debate, mas nós não tivemos a capacidade de organizar este tipo de debate", afirmou.

Sobre a situação do Brasil em 2019, o executivo falou em aumento de investimento e disse estar confiante. "Nossos investimentos são no longo prazo. Vamos investir mais que este ano. Ainda estamos em fase de elaboração do plano, mas vai ser maior em 2019 que 2018. Não tenho medo de desastre, tenho mais medo de oportunidade perdida. Temos economias que competem conosco por recursos e no cenário de crescer 1,5% a 2% perdemos oportunidade de andar mais."


Internet Móvel 3G 4G
TVs defendem migração da banda C para Ku e calculam custo em R$ 2,9 bilhões

Abratel, que representa Record e Rede TV!, apresentou formalmente à Anatel uma proposta de migração das transmissões como forma de evitar a interferência do uso da faixa de 2,5 GHz nas antenas parabólicas.  

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Força-tarefa da Anatel interrompe 25 emissoras clandestinas em São Paulo

Operação estava interferindo no controle de tráfego aéreo do aeroporto de Guarulhos. Também foram desmantelados 20 pontos onde a energia elétrica que alimentava os equipamentos de transmissão era furtada, com apreensão de cerca de uma tonelada de cabos de energia, em conjunto com a distribuidora local.

Prazo para questionar serviço não contratado de telefonia é dez anos

Superior Tribunal de Justiça entendeu que se aplica o artigo 205 do Código Civil. Seguindo o voto do relator, ministro Og Fernandes, a Corte aplicou ao caso o entendimento que resultou na Súmula 412 para as tarifas de água e esgoto.

Juiz manda CVM investigar compra e venda de ações da Oi

O juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, afirma na ordem encaminhada à Autarquia Federal que é 'preciso que se tentha conhecimento de toda e qualquer forma de capitação especulativa".

Procon-SP multa Sky em R$ 2,9 milhões por publicidade enganosa

De acordo com o órgão de defesa do consumidor, a operadora também efetuou cobranças de taxas de licenciamento do software, segurança de acesso e de locação de ponto adicional que são ações proíbidas pela Anatel.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G