INOVAÇÃO

Governo vai usar R$ 1 bilhão da Finep em saneamento, mobilidade e energia

Luís Osvaldo Grossmann* ... 27/09/2018 ... Convergência Digital

O governo federal anunciou nesta quinta, 26/9, um programa batizado de Cidades Inovadoras, que promete R$ 1 bilhão em financiamentos da Finep em condições mais fáceis e ágeis para os municípios do país. O dinheiro será destinado preferencialmente a projetos de saneamento, mobilidade urbana e energia elétrica, sendo que o conceito de ‘inovadoras’ parece elástico o suficiente para ajudar as prefeituras.

Como lembrou o presidente em exercício da Finep, Ronaldo Camargo, após a solenidade de lançamento do programa no Palácio do Planalto, empréstimos para infraestrutura costumam ser terreno do BNDES, cabendo à Finep financiar “projetos que tragam inovação a essas infraestruturas e aos serviços fornecidos por ela”.

“Por exemplo, há um projeto no Pará que busca controlar a perda de água. Com uma tecnologia inovadora será possível reduzir em 50% a água perdida. É esse tipo de projeto que a Finep tem condições de financiar”, explicou Camargo.

O ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, apontou que “através de uma engenharia financeira realizada pela Finep, estamos oferecendo aos municípios um programa que vai contribuir para que as cidades possam se modernizar, construir politicas públicas sustentáveis e mais eficientes”.

O programa promete descentralizar os financiamentos ao prever parcerias com agentes financeiros credenciados. Segundo explica a Finep, o foco serão bancos de desenvolvimento, agências de fomento e outras instituições financeiras que repassarão recursos a prefeituras, governos estaduais e empresas de economia mista ou empresas privadas interessadas em desenvolver projetos.

As áreas prioritárias são 1) saneamento e recursos hídricos: tratamento, compostagem, aproveitamento de água da chuva; 2) mobilidade urbana: implantação de sistemas de transporte e circulação que priorizem a eficiência e a redução de emissões; 3) eficiência energética: instrumentações – processos – programas; e 4) energias renováveis: tecnologias e sistemas para energia fotovoltaica – eólica – biomassa.

A taxa de juros será de CDI + 4,0% a.a. (remuneração Finep) e a remuneração do agente será negociada entre a instituição e o cliente. O prazo de carência será de até 24 meses e o prazo de amortização, de até 96 meses. A Finep terá participação de até 100% do valor do Plano Estratégico de Inovação. A garantia de pagamento prevê cessão de créditos pelas financiadas para depósito prioritário em conta específica destinada ao pagamento do empréstimo Finep.

* Com informações da Agência Brasil



Cloud Computing
CADE aprova compra da Red Hat pela IBM sem restrições, mas ainda avalia prática de gun jumping

Tribunal do órgão regulador descartou impacto na concorrência, mas ainda vai analisar se houve eventual prática de gun jumping – quando uma operação é consumada sem a autorização prévia do órgão antitruste. Multa, nesse caso, varia de R$ 60 mil a R$ 60 milhões.

Brasil monta centro para dados, IoT e industria 4.0 com Fórum Econômico Mundial

Sede será instalada no Instituto de Pesquisa Tecnológica de São Paulo e deverá entrar em operação no primeiro semestre de 2020.

Economistas lançam livro sobre Inovação associada à economia do compartilhamento

Paulo Bastos Tigre e Alessandro Maia Pinheiro analisam o impacto dos novos negócios, sob a ótica da academia, na economia digital.

ANAC faz consulta pública sobre futuro dos drones

Órgão regulador da aviação civil quer ouvir a opinião da sociedade sobre como conduzir a operação das aeronaves não tripuladas no País. Consulta irá até o dia 05 de fevereiro de 2020.

Iluminação inteligente é uma das apostas da NEC com Internet das Coisas

O gerente de soluções da engenharia da NEC do Brasil, Eduardo Ribeiro, diz que a fornecedora- que atua como orquestradora de soluções- criou uma plataforma multisegmento, baseada em inteligência artificial, para acelerar a adesão dos serviços inteligentes nos municípios brasileiros.

Desconexão entre Academia, governo e empresas trava inovação no Brasil

Em Israel, afirma o co-fundador e CEO da IBI-Tech, Daniel Skaba, a sinergia do ecossistema de Inovação foi crucial para impulsionar os negócios.
 



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G