INOVAÇÃO

Fabricar hardware é tão importante quanto fazer software para IoT

Da redação ... 30/08/2018 ... Convergência Digital

Não é verdade que a janela de oportunidade para o Brasil em Internet das Coisas está apenas no software, sustenta Fred Braga, CEO da Bottom Up, startup pernambucana que montou uma linha de produção local de hardware para IoT no Recife. A linha de produção tem capacidade para 35 mil dispositivos, e hoje, já fabrica 22 mil, a maior parte voltada para as utilities.

"Somos competitivos e produzimos hardware de qualidade. Mas para competir com os chineses temos de ter impostos menores. A carga tributária é, hoje, a grande vilã do novo negócio. Perdemos competitividade por causa dos tributos", lamenta Braga, em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, concedida no IoT Latin America, em São Paulo.

A Bottom Up está partindo para um novo segmento: o da automação residencial com a unidade de negócios, Holmes. Para Braga, mais uma vez, as utilities vão comandar a automatização das residências. "O telecomando virá numa etapa futura". Assistam a entrevista com Fred Braga.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Fintechs incubadas pelo BC já encontram negócios no sistema financeiro

Projetos selecionados pelo Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas já estão em uso em instituições como Bradesco e há negociações com outras instituições.

FICO leva IA e machine learning para além da indústria financeira

Verticais como varejo, manufatura e telecomunicações já são usuárias da solução,revela o vice-presidente e diretor-geral da FICO para América Latina e Caribe, Alexandre Graff.

Seguradora HDI trabalha legado para pavimentar transformação digital

Seguradora instituiu um plano de jornada, com quatro anos de duração, para se adaptar à uma nova era digital, afirma a CIO da HDI, Denise Ciavatta.

Brasil fica longe da Inovação e acumula mais de 225 mil pedidos de patentes

Estudo produzido pela Associação Brasileira de Propriedade Intelectual (ABPI) adverte que o País só despenca no ranking global de inovação e, neste momento, ocupa a última posição. Governo e empresas privadas investem pouco e não assumem os riscos inerentes à Inovação.

Ministério da Economia quer privatizar o financiamento à inovação

Além das empresas estatais de TICs como Serpro, Dataprev, Telebras e Ceitec, lista da secretaria de desestatizações , comandada por Salim Mattar, inclui a Finep, agência de fomento do MCTIC, e o próprio BNDES.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G