Home - Convergência Digital

Oitenta e nove dos 100 apps mais populares do Android ferem a privacidade

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 29/08/2018

Uma pesquisa sobre privacidade de aplicativos para dispositivos móveis, realizada pela Symantec, mostra que apesar de os consumidores ficarem ansiosos para clicar em "aceitar" e "avançar" ao fazer o download de um novo aplicativo, é relevante analisar quais informações estamos compartilhando, como elas são usadas e se o desenvolvedor do aplicativo está protegendo nossa privacidade. Isso porque 89 dos 100 apps mais populares do Android exigem permissões perigosas e desrespeitam a privacidade do consumidor.

O levantamento exemplifica: um aplicativo de lanterna de Android tem mais de 10 milhões de downloads e solicita acesso a chamadas, mensagens, câmera e etc. dos usuários. Será efetivamente necessário que o desenvolvedor do programa acesse tantas informações? Provavelmente não, constata a Symantec. Mas depois de analisar os 100 principais aplicativos gratuitos no Google Play e na Apple Store, o estudo observa que 45% dos aplicativos Android mais populares e 25% dos aplicativos iOS mais populares solicitam rastreamento de local.

Por sua vez, 46% dos aplicativos Android populares e 25% dos aplicativos iOS populares solicitam acessar a câmera do seu dispositivo. O relatório adverte ainda que alguns aplicativos Android pedem para acessar mensagens SMS (15%) e registros de chamadas telefônicas (10%). E há aplicativos que empregam práticas de segurança e privacidade muito precárias, solicitando permissões arriscadas, e ainda não possuem nenhum tipo de política de privacidade.

O estudo aponta um site onde é possível verificar quais são os aplicativos estão usando dados da sua conta do Google: https://myaccount.google.com/permissions
  

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/03/2019
STJ permite ao Fisco acessar dados do Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro

14/03/2019
Autoridade de dados fica para trás em prioridade política

01/03/2019
Oi conduz piloto de reconhecimento facial em Copacabana no Carnaval do Rio

13/02/2019
Japão também vai criar novo órgão para fiscalizar Google e Facebook

07/02/2019
Anatel terá app para comparação de preços, mas ele só fica pronto em 2020

06/02/2019
Netshoes vai pagar R$ 500 mil por vazamento de dados de quase 2 milhões de clientes

30/01/2019
Bradesco viabiliza aluguel de carro pelo aplicativo

24/01/2019
Easy Taxi e Cabify unem operações para brigar com Uber e 99

23/01/2019
Fazenda Nacional e Serasa iniciam compartilhamento de dados de devedores

23/01/2019
Telegram ignora Fake News e aumenta número máximo de pessoas em grupo

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site