Home - Convergência Digital

Olimpíada digital de matemática quer a participação de 100 mil brasileiros

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 14/08/2018

As escolas brasileiras vão disputar, pela primeira vez, uma olimpíada de matemática dentro de uma plataforma de jogos digitais. O torneio é destinado a todos os alunos da educação infantil até o sexto ano, da rede pública e privada, com idades entre 5 e 11 anos. As inscrições estão abertas desde o dia 15 de agosto e a participação é gratuita.
 
A olimpíada digital de matemática, que acontece de 26 de setembro a 9 de outubro deste ano, é organizada pela empresa israelense Matific, especializada em gamificação para o ensino matemático, que abrirá gratuitamente a sua plataforma de jogos para o torneio. A ferramenta é utilizada atualmente por 260 escolas no Brasil, com cerca de 100 mil alunos da rede pública e privada. No mundo, atende cerca de 2,5 milhões de estudantes, de 40 países.
 
Serão premiadas as três escolas que obtiverem o maior número de acertos nos jogos propostos, além de professores e alunos com melhor desempenho na plataforma. No total, serão oferecidos R$ 150 mil reais em prêmios e em dinheiro. A expectativa dos organizadores é atingir a adesão de cerca de 1 milhão de alunos no Brasil para o torneio.
 
Para Dennis Szyller, diretor da Matific Brasil, a proposta da olimpíada é apresentar a matemática de um jeito fascinante e engajador, tirando a ideia de que a disciplina é chata e difícil. “Além de conhecer de perto a mais premiada plataforma de matemática do mundo, os alunos poderão experimentar os jogos e, assim, vivenciar uma nova forma de aprender matemática”, comenta Szyller. “Já os professores terão a oportunidade de saber como usar a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em sala de aula, além de tornar a matemática a disciplina mais esperada do dia”, acrescenta
 
Para a psicopedagoga Ana Paula Carmagnani, Gerente de Projetos Pedagógicos da Matific Brasil,  o atual ensino da matemática no Brasil, baseado em decorar e memorizar, tem levado os alunos a ter desempenhos cada vez piores na disciplina. “Trata-se de um modelo ultrapassado”, ressalta. “Por outro lado tecnologias como a da Matific promovem uma aprendizagem mais profunda, pois, além de engajá-los em situações cotidianas, estimulam a curiosidade, a exploração, o raciocínio lógico e a aprendizagem pela descoberta, em um ambiente lúdico e interativo”, acrescenta.
 
Segundo pesquisa recente da Matific com cerca de 520 professores brasileiros, o uso de jogos educacionais para o aprendizado da matemática tira a ideia de que a disciplina é “chata e difícil” e aumenta o envolvimento dos alunos na matéria. É o que disseram cerca de 90% dos professores consultados pela Matific. De acordo com a sondagem, 64,8% dos entrevistados afirmam que o uso das tecnologias educacionais também reduz a ansiedade dos alunos em relação à matemática.
 
Outro estudo conduzido pela Universidade de Sidney, na Austrália revelou um aumento de 34% no desempenho do alunos em provas finais após um ano de uso da plataforma Matific. Em Israel, o nível de interesse pela matemática foi 33% maior nos estudantes que usam o sistema de gamificação em comparação com os que não utilizam.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

15/08/2019
Bolsonaro reduz impostos sobre jogos eletrônicos. Zona Franca reage

30/07/2019
Tencent e Qualcomm negociam chips para jogos em 5G

30/01/2019
Empresa americana, dona do Bolsomito 2k18, comunica à Justiça o fim da venda do game

29/01/2019
Gammer: Uma profissão cada vez mais em alta no Brasil

26/10/2018
MPF quer retirada do ar de jogo em que Bolsonaro espanca direitos humanos

11/10/2018
MP do Distrito Federal exige retirada do mercado de game pró-Bolsonaro

10/09/2018
Cultura promete R$ 100 milhões e política de incentivo a jogos eletrônicos

28/08/2018
Procura por estágio em jogos eletrônicos cresce 13% no Brasil

14/08/2018
Olimpíada digital de matemática quer a participação de 100 mil brasileiros

27/04/2018
Maratona de desenvolvimento de jogos acontece em quatro cidades brasileiras

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

TRT julga dissídio coletivo de TI em São Paulo

Decisão garante reajuste de 3,43% em todas as cláusulas econômicas e ainda prevê que nenhum trabalhador pode ser demitido nos 90 dias a contar de 28 de agosto. 

TICs vão demandar 700 mil novos profissionais na Indústria em cinco anos

Dados são do Mapa do Trabalho Industrial, feito pelo SENAI, que indicam ainda a urgência na qualificação de 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais por conta da indústria 4.0. Um dos especialistas em alta é o condutor de processos robotizados, com um incremento de 22% no número de vagas.

Dizer não é saudável para o ambiente de trabalho

A posição é defendida pelo diretor geral da Robert Half, Fernando Mantovani. Segundo ele, acumular tarefas e colocar prazos em conflito é um risco alto.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site