Home - Convergência Digital

Claro avança no 4G para chegar à TIM e à Vivo

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 03/08/2018

De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a tecnologia 4G já representa 50,29% do total de contratos de internet móvel do país, o que corresponde a 118.226.718 clientes, em pouco mais de seis anos. Do ponto de vista de mercado, a Claro, em junho, foi a operadora que mais adicionou acedssos, 1.123 milhão, chegando a 27.291 milhões de chips ativos, ficando atrás da TIM, que conta com 31.313 milhões, ou 26,49%, e da Vivo, que lidera, com 38,843 milhões de linhas ativas, ou 32,86% de market share.

Pela primeira vez, a Anatel falou sobre o 5G. Segundo a agência reguladora, a nova tecnologia está prevista para chegar ao país em 2020. No mês de junho, conforme os dados do órgão regulador, o Brasil registrou um total de 235.076.217 linhas de telefonia móvel no mês de junho de 2018. O serviço vem seguindo tendência de queda e apresentou redução de 7.048.232 linhas nos últimos 12 meses, na comparação com maio, a queda foi de 394.230 linhas.

No Brasil existem mais usuários com linhas pré-pagas do que com linhas pós-pagas, mas se observa a migração de um tipo de serviço para o outro, com a redução das linhas pré-pagas e o aumento das pós-pagas. Em junho de 2018, foram registradas 141.890.809 linhas pré-pagas, diminuição de 18.305.982 linhas em 12 meses. As linhas pós-pagas chegaram a 93.185.408 em junho, registrando um aumento de  11.257.750 linhas em 12 meses.

Tecnologias

As linhas móveis de 4G são as mais utilizadas no país sendo 50,29% (118.226.718 linhas) do total, seguidas das de 3G com 30 % (72.166.311 linhas) e 2G com 11% (27.766.023 linhas). As linhas utilizadas em aplicações máquina-a-máquina (M2M) representam 7 % (16.917.165 linhas) do total. Nos últimos 12 meses, apenas as tecnologias 4G (+46 %) e M2M (+23%) registraram crescimento.

Estados e Distrito Federal

São Paulo continua sendo o estado com o maior número de linhas móveis do país, com mais de 62 milhões de usuários; seguido por Minas Gerais com mais 22 milhões e Rio de Janeiro com mais 20 milhões.

Nos últimos 12 meses, o maior crescimento foi registrado no Amazonas com saldo de 147.424 linhas. Outros estados que apresentaram aumento foram: Espírito Santo com saldo de 45.889 linhas, Roraima 26.624 linhas e Amapá com saldo de 15.195 linhas. Todos os outros estados tiveram redução no número de linhas móveis.

Grupos

Em junho, a Vivo detinha 32% (mais de 75 milhões de clientes) do mercado de linhas móveis, seguida pela Claro, com 25% (com 59 milhões de clientes), Tim com 24 % (56 milhões de clientes) e Oi com 16 % (mais de 38 milhões de clientes).

A Nextel deteve 1,3% (3 milhões de usuários) do mercado; a Algar Telecom,  0,5% (mais de 1 milhão de usuários); a Porto Seguro,  0,2% (653 mil usuários);  Datora, 0,10% (245 mil usuários); Sercomtel,  0,03% (65 mil usuários); e outras empresas detiveram 0,02% do mercado (52 mil usuários).

*Com Assessoria da Anatel


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

23/04/2019
Telefonia fixa é bomba-relógio para o Estado, diz Anatel

23/04/2019
TIM e Claro lideram perda de assinantes. Pós-pago chega a 44,67% do mercado

18/04/2019
Brasil emplaca na UIT referência de arquitetura para Internet das coisas

17/04/2019
Transparência na oferta derrubou preço dos dutos, indica Anatel

16/04/2019
Para a Anatel, prêmio de acessibilidade inaugura regulação por incentivos

16/04/2019
Anatel: Muita falácia exige diálogo sobre revisão do marco legal de telecom

16/04/2019
Claro tem menor latência no 4G. TIM a maior cobertura

15/04/2019
TIM é primeira no ranking de acessibilidade de Anatel

15/04/2019
No Senado, Anatel apresenta agenda de projetos para telecom

09/04/2019
Por 5G, Anatel quer triplicar a capacidade de espectro existente

Destaques
Destaques

Ecossistema de IoT movimentará R$ 38 bilhões

Projeção do mercado é que o segmento vai crescer acima de 20% ano contra ano até 2022. Dispositivos, em especial os smartphones, impulsionam o crescimento dos investimentos em TI ao longo de 2019.

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Smartphones colocam Inteligência Artificial na palma da mão

Por Samir Vani*

Tecnologias como reconhecimento facial, identificação de objetos e realidade aumentada já estão disponíveis na palma das nossas mãos, mas boa parte das pessoas não sabe ainda.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site