Home - Convergência Digital

Pós-pago em alta, alterna disputa entre Claro e TIM pelo segundo lugar

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 02/07/2018

O pós-pago fica cada vez mais estratégico para a concorrência entre as teles móveis, especialmente, com o avanço do 4G, que já responde por quase metade da base nacional de telefonia celular. No embate das operadoras, a Vivo se mantém na liderança com 31,90%, ou 75,10 milhões dos acessos ativos. Em maio, a Claro se consolidou na segunda posição à frente da rival TIM, com 1,95 milhões de acessos ativos.

Pelos dados divulgados pela Anatel nesta segunda-feira, 02/07, as linhas pós-pagas chegaram a 92,43 milhões, aumento de 13,55% (+11,03 milhões) em 12 meses. O crescimento foi de 0,98% (+ 893 mil) se comparado ao mês anterior. Já o pré-pago, apesar de ainda ser também um alvo das teles, o número de desconexões só aumenta. De acordo com a agência reguladora, no quinto mês do ano foram registradas 144,16 milhões de linhas móveis pré-pagas, diminuição de 11,01% (-17,70 milhões) em 12 meses e menos 0,80% (-1,48 milhão) na comparação com abril.

Mais uma vez, a TIM aparece como a operadora que mais desligou acessos pré-pago com 650 mil chips. A Vivo aparece na segunda posição com 341 mil chips desligados. A Oi desligou 84,5 mil e a Claro, 80 mil. Pelo ranking nacional da Anatel, em maio, a Vivo detinha 31,90% (75,10 milhões) do mercado de linhas móveis; seguida pela Claro, com 25,08% (59,06 milhões); Tim com 24,25% (57,11 milhões); Oi com 16,51% (38,86 milhões); Nextel, com 1,28% (3,02 milhões); Algar Telecom com 0,56% (1,31 milhões); Porto Seguro com 0,27% (635 mil); Datora com 0,10% (241 mil); Sercomtel com 0,03% (66 mil); e outras com 0,02% (50 mil).

*Com informações da Anatel

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

15/02/2019
Crimes cibernéticos: crimes de ódio aumentaram quase 30%, mas pornografia ainda lidera no Brasil

15/02/2019
Teles ativaram um 4G por segundo em 2018

15/02/2019
Congresso retoma costura pela revisão do Marco de Telecom

15/02/2019
Anatel arquiva queixa de controle cruzado entre Oi e Nextel

14/02/2019
Ministério da Economia quer privatizar o financiamento à inovação

14/02/2019
Telebras vai agir para ser lucrativa e não ser vendida no Governo Bolsonaro

14/02/2019
Servidores da Dataprev fazem abaixo-assinado contra privatização

14/02/2019
Anatel empurra para abril decisão sobre uso das sobras da TV Digital

13/02/2019
Ministério da Economia: Serpro e Dataprev serão vendidas ou fechadas

13/02/2019
Teles trocam toda a base de pré-pagos a cada dois anos

Destaques
Destaques

IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

A indefinição regulatória pesa, assim como a tributária, mas muitas corporações estão colocando os seus projetos na rua, diz Pietro Delai, gerente de consultoria e pesquisa da consultoria. No Brasil, negócios de IoT devem movimentar US$ 9 bilhões em 2019, ou R$ 30 bilhões.

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site