Home - Convergência Digital

4G já responde por quase metade do mercado de telefonia móvel

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 02/07/2018

O LTE mostra a sua força e registrou o maior crescimento mensal dos cinco primeiros meses de 2018.Foram 3,231 milhões de adições líquidas (aumento de 2,87%), total de 115,663 milhões de contratos no Brasil, o que significa 49,12% do market share do mercado, de acordo com dados divulgados pela Anatel nesta segunda-feira, 02/07.

No total,o Brasil registrou 235,45 milhões de linhas móveis em operação no mês de maio, uma redução de 2,75% (-6,67 milhões) nos últimos 12 meses e menos 0,11% (- 254 mil) na comparação com abril deste ano. Nos dados da Anatel, no quinto mês do ano foram registradas 144,16 milhões de linhas móveis pré-pagas, diminuição de 11,01% (-17,70 milhões) em 12 meses e menos 0,80% (-1,48 milhão) na comparação com abril. As linhas pós-pagas chegaram a 92,43 milhões, aumento de 13,55% (+11,03 milhões) em 12 meses. O crescimento foi de 0,98% (+ 893 mil) se comparado ao mês anterior.

Com o avanço do 4G, o 3G teve o seu pior desempenho em maio, com o desligamento de 2,739 milhões de acessos ativos, mas a tecnologia ainda responde por 31,74%, com 74,73 milhões. O 2G fica com 12,05% e 28,36 milhões de acessos ativos. As linhas utilizadas em aplicações máquina-a-máquina (M2M) representam 7,09% (16,69 milhões) do total. Nos últimos 12 meses, apenas as tecnologias 4G (+49,61%) e M2M (+23,25%) registraram crescimento. Fato similar também foi registrado na variação de maio e abril de 2018, 4G (+2,87%) e M2M (+1,86%).

São Paulo continua sendo o estado com o maior número de linhas móveis do país, 26,56% do total (65,55 milhões); seguido por Minas Gerais com 9,51% (22,38 milhões); e Rio de Janeiro com 8,69% (20,46 milhões). A Bahia é o estado com linhas móveis na Região Nordeste, 6,08% do total do Brasil (14,32 milhões); na Região Sul é do Rio Grande do Sul, 5,76% (13,55 milhões); no Centro-Oeste é Goiás, 3,34% (7,87 milhões); e na Região Norte é o Pará, 3,11% (7,32 milhões).

Nos últimos 12 meses, os maiores crescimentos foram registrados em estados da Região Norte do Brasil: Roraima liderou com mais 4,54% (+ 22 mil linhas móveis), seguido do Amazonas com mais 3,65% (+ 126 mil) e Amapá com mais 1,35% (+ 10 mil). Espírito Santo com mais 0,69% (+ 26 mil) e São Paulo com mais 0,28% (+ 173 mil) também cresceram. Todos os outros estados tiveram redução no número de linhas móveis.

Na comparação entre maio e abril de 2018, os estados que registraram aumento no número de linhas móveis foram: Roraima, mais 0,95% (+ 5 mil); Acre, mais 0,79% (+ 6 mil); Amazonas, mais 0,75% (+ 27 mil); Amapá, mais 0,67% (+ 5 mil); Espírito Santo, mais 0,62% (+ 24 mil); Paraíba, mais 0,39% (+ 16 mil); Sergipe, mais 0,36% (+ 7 mil); Mato Grosso do Sul, mais 0,28%(+ 9 mil); Mato Grosso, mais 0,26%(+ 11 mil); Pará, mais 0,15% (+ 11 mil); São Paulo, mais 0,05% (+ 31 mil); e Goiás, mais 0,03% (+ 2 mil).

*Com informações da Anatel


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/09/2018
4G: Belo Horizonte tem melhor cobertura, Porto Alegre maior velocidade

04/09/2018
Cobertura 4G cresce 44% em um ano e chega a 4122 municípios

30/08/2018
4G muda o perfil do consumidor e linhas pós-pagas chegam a 40%

07/08/2018
4G em 700 Mhz está liberado em todas as capitais

03/08/2018
Claro avança no 4G para chegar à TIM e à Vivo

01/08/2018
4G já alcança metade dos celulares no Brasil

01/08/2018
Vivo chega com VoLTE em 10 cidades

23/07/2018
Anatel libera uso da faixa de 700 MHz na cidade de São Paulo

04/07/2018
Brasil ativa 72 novos celulares 4G por minuto em maio

04/07/2018
4G estará em dois terços dos acessos da América Latina até 2022

Destaques
Destaques

4G: Belo Horizonte tem melhor cobertura, Porto Alegre maior velocidade

Estudo da OpenSignal indica que nas 14 maiores cidades brasileiras o sinal de LTE está disponível pelo menos 73% do tempo, acima dos 66% da média nacional.

América Latina restringe espectro e fica longe da meta da UIT

Até setembro, de acordo com a 5G Americas, foram concedidos, em média, na região, 363,8 MHz de espectro para a oferta de serviços móveis na América Latina.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site