TELECOM

Anatel rejeita pedidos de Société e Pharol para mudanças no conselho da Oi

Luís Osvaldo Grossmann ... 28/06/2018 ... Convergência Digital

A Anatel negou nesta quinta, 28/6, dois pedidos, um do Société Mondiale, outro da Bratel, a subsidiária da Pharol, para mudanças no conselho de administração da Oi. Trata-se da continuação da queda de braço pelo controle da supertele, neste caso em recurso contra a constituição de um conselho transitório a partir da aprovação do plano de recuperação judicial, em dezembro de 2017.

O Société voltou a alegar que entre os credores que aprovaram o plano e que indicaram nomes está o fundo Aurelius, que por sua vez detém participação relevante na Nextel. Daí o pedido para que a Anatel modificasse a anuência dada ainda em janeiro para esse novo conselho de administração da Oi, sob alegação de participação cruzada, o que é vedado por lei.

O relator Emmanuel Campelo descartou o pedido de reconsideração por entender que não cabe à Anatel ir contra um movimento previsto no plano de recuperação que foi aprovado e homologado na Justiça. Além disso, lembrou que como ainda não houve efetivamente o aporte de capital que vai mudar a composição acionária da Oi, o Aurelius ainda não detém participação na Oi.

“A indicação dos novos membros partiu do próprio grupo Oi, a partir de seu diretor presidente, referendada pelos credores signatários do plano de recuperação judicial”, lembrou Campelo em seu voto, seguido pelos demais colegas do Conselho Diretor da agência.

Ele aponta em seguida que a denunciada participação societária relevante do Aurelius na Nextel está sendo tratada em processo específico. “A possível existência de controle vedado não interfere na presente análise posto que até o momento não houve transferência de controle da Oi”, concluiu o relator.

Na mesma reunião, o Conselho Diretor da Anatel também rejeitou o pedido feito pela Bratel/Pharol para negar a posse aqueles mesmos novos conselheiros indicados para o Conselho Transitório. A conclusão foi de que o processo perdeu seu objeto uma vez que a posse já foi materializada.


Internet Móvel 3G 4G
Indústria de Telecom mobiliza força-tarefa para salvar 5G da guerra política

A GSMA, que representa fabricantes e operadoras de telecomunicações, propôs aos governos da Europa a realização de um regime comum de testes de seguranças de rede para evitar a exclusão de fornecedores dos processos. O medo da GSMA é que a disputa entre a Huawei e o governo dos EUA, com respingo na Europa, impacte a construção das novas redes.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Teles vão ao STF contra lei que obriga atendimento em 15 minutos

Nova ação direta de inconstitucionalidade argumenta competência federal sobre telecom para questionar a lei aprovada em São Paulo que dispõe sobre o tempo de espera nas lojas das operadoras.

EUA vai banir Huawei e sugere cortar parcerias com quem não imitar

Em visita ao leste europeu, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, diz que o uso de equipamentos de telecomunicações chineses “dificultam parcerias”.

Teles questionam no STF leis sobre cobrança e desbloqueio de celular

Em duas ADIs, empresas reclamam que leis do Rio de Janeiro invadiram a competência federal para tratar de telecomunicações.

Anatel reserva parte da faixa de 1,9 GHz da Claro para conexões via satélite

Ao analisar prorrogação do uso para telefonia fixa, agência reduziu prazo a cinco anos com vistas a mudar a destinação para o serviço móvel global por satélite.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G