SEGURANÇA

Golpe do PIS no WhatsApp atinge mais de 116 mil pessoas em 24 horas

Da redação ... 20/06/2018 ... Convergência Digital

Após o Governo Federal ter liberado o saque do PIS, hackers estão agindo oportunamente por meio de dois links maliciosos que oferecem a suposta possibilidade de consultar o saldo a ser recebido. O golpe, identificado pelo dfndr lab, laboratório da PSafe especializado em cibersegurança, já alcançou 116 mil pessoas nas últimas 24 horas e segue ganhando escala rapidamente.

Além do compartilhamento via WhatsApp, o uso de notificações enviadas para uma base de usuários criada a partir de vários golpes anteriores possibilita ao hacker atingir um volume muito grande de usuários. Baseado no número de acessos, o dfndr lab estima que essa base seja de de vítimas que deu permissão para o envio de links diretos seja de cerca de 100 mil pessoas.

Ao clicar em um dos links ou na notificação recebida, o usuário acessa uma página na qual há um texto que a Caixa Econômica está liberando “PIS salarial pra quem trabalhou entre 2005 à 2018 no valor de R$ 1.223,20”. Logo abaixo, o usuário é incentivado a responder às seguintes perguntas: “Você trabalhou com carteira assinada entre 2005 a 2018?”; “Você está registrado atualmente?”; “Possui cartão cidadão para realizar o saque do benefício?”.

Independentemente das respostas, o usuário é direcionado para uma página na qual é incentivado a compartilhar 30 amigos ou grupos do WhatsApp. O texto afirma que após o compartilhamento o usuário será redirecionado para finalizar o processo e realizar o saque. Ao final, há ainda uma falsa seção de comentários com pessoas que teriam conseguido sacado o benefício.

“A estratégia de incentivar as pessoas a compartilhar o link malicioso é a mais comum e permite que o golpe se espalhe rapidamente. Contudo, nesse caso específico, o envio de notificações para os smartphones dos usuários possibilita um crescimento exponencial no número de acessos em poucos minutos tornando-o ainda mais perigoso e efetivo.”, comenta Emilio Simoni, diretor do dfndr lab.


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Bancos ingleses têm três meses para mostrar planos de segurança cibernética

No Brasil, resolução do Banco Central, de abril deste 2018, deu um ano para que as instituições financeiras aprovem políticas de segurança e planos de resposta a incidentes.

Golpe do PIS no WhatsApp atinge mais de 116 mil pessoas em 24 horas

Hackers estão agindo oportunamente por meio de dois links maliciosos que oferecem a suposta possibilidade de consultar o saldo a ser recebido.

Defesa nacional fará exercício de guerra cibernética com setores nuclear e financeiro

Exercício Guardião Cibernético envolverá Angra I e II, Nuclebrás, Banco Central, Bovespa e bancos privados.

Hackers repaginam golpe usando o Uber no Brasil

Campanha é antiga, mas ganhou nova roupagem para despertar o interesse do usuário com um suposto desconto de R$ 100 nos serviços do app de transporte.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G