Home - Convergência Digital

TIM ativa rede 4G na faixa 700 MHz no Rio de Janeiro, em Curitiba e em Goiânia

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 13/06/2018

A TIM ativou a rede de quarta geração na frequência de 700 MHz nas cidades do Rio de Janeiro, de Curitiba e Goiânia, chegando ao marco de 1.008 municípios que operam na frequência. Com essa nova faixa, a operadora amplia de forma significativa sua capacidade e sua cobertura indoor e outdoor nas capitais, garantindo uma evolução da experiência de uso dos clientes cariocas. Além da 700MHz, TIM já opera nas faixas de 1800 MHz e 2600 MHz no 4G, além de oferecer todos os aparelhos do portfólio atual já habilitados para a frequência de 700 MHz.

"A ativação da frequência 700 MHz nestas cidades é mais um passo na evolução da oferta de rede da TIM e na nossa busca em proporcionar a melhor experiência e os melhores serviços para nossos clientes. Ultrapassar a marca de 1.000 municípios operando nesta faixa é uma consequência do investimento que a operadora tem feito em infraestrutura e demonstra a importância estratégica que a exploração do 700 MHz tem para a TIM. A ativação desta frequência é essencial para o contínuo incremento da performance da rede 4G e para o processo de digitalização do país", destaca Leonardo Capdeville, VP de Tecnologia da TIM Brasil.

A TIM já trabalha na frequência 700 MHz em mais de 1.000 cidades. No começo deste ano, a operadora anunciou que prevê o investimento de R$ 12 bilhões no triênio 2018-2020. A companhia pretende ampliar ainda mais a rede 4G chegando a mais de 4.000 cidades até 2020 e alcançando 96% da população urbana coberta, levando a cobertura de fibra a três milhões de casas no Brasil e ativando a tecnologia de quarta geração na frequência de 700 MHz em todas as cidades.

A acelerada expansão da rede 4G, que já está disponível em 3.125 municípios brasileiros, vem acompanhada da velocidade na prestação de serviços aos seus clientes. A operadora foi a primeira a utilizar a agregação de três frequências (1.800 MHz, 2.600 MHz e 700 MHz, nos locais onde já houve a ativação), melhorando principalmente a experiência indoor de navegação móvel de seus usuários. Hoje, mais de 80% do tráfego gerado nos smartphones dos clientes do Rio de Janeiro vem da tecnologia de quarta geração, que contam com uma velocidade mais alta e uma latência menor (tempo de resposta de dados mais curta).

A rápida e consolidada expansão da rede permitiu que soluções como a voz em HD (VoLTE), pudessem ser lançadas em mais de 1.501 cidades até agora. O VoLTE garante chamadas em alta definição de voz e sem ruídos. Com a tecnologia, o consumidor pode efetuar e receber chamadas por meio da rede LTE com eficiência e estabilidade, podendo também realizar ligações para telefones fixos sem consumir a franquia de dados. Entre suas principais vantagens, estão a possibilidade de navegar simultaneamente utilizando o 4G, redução do consumo de bateria e diminuição do tempo de estabelecimento da ligação, que cai de oito para dois segundos, em média.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/10/2018
4G está presente em 4164 municípios do Brasil

24/09/2018
4G já representa 42% do mercado móvel em todo o mundo

12/09/2018
4G: Belo Horizonte tem melhor cobertura, Porto Alegre maior velocidade

04/09/2018
Cobertura 4G cresce 44% em um ano e chega a 4122 municípios

30/08/2018
4G muda o perfil do consumidor e linhas pós-pagas chegam a 40%

07/08/2018
4G em 700 Mhz está liberado em todas as capitais

03/08/2018
Claro avança no 4G para chegar à TIM e à Vivo

01/08/2018
4G já alcança metade dos celulares no Brasil

01/08/2018
Vivo chega com VoLTE em 10 cidades

23/07/2018
Anatel libera uso da faixa de 700 MHz na cidade de São Paulo

Destaques
Destaques

FCC, dos EUA, impõe ‘Lei das Antenas’ para acelerar redes 5G

Regra aprovada pelo regulador dos Estados Unidos prevê entre 60 e 90 dias como prazo máximo para licenças de instalação de equipamentos, em especial, para as small cells. Lá também há burocracia e o prazo de espera pode chegar a um ano. No Brasil, a situação não é diferente.

BNDES recebe 54 projetos de IoT e selecionados terão apoio de R$ 30 milhões

São 23 projetos que propõem soluções de Internet das Coisas para cidades, 17 para saúde e 14 para campo. Juntos, envolvem investimentos de R$ 360 milhões. Banco vai selecionar, até outubro, as empresas que vão receber empréstimos não reembolsáveis.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site