GESTÃO

BNDES cobra governança e gestão para abrir crédito às empresas de Internet

Por Roberta Prescott* ... 06/06/2018 ... Convergência Digital

As empresas de internet precisam modernizar a sua gestão para conseguirem financiamento junto aos órgãos governamentais. A ressalva foi feita pelo diretor do departamento de TIC do BNDES, Ricardo Rivera. Segundo ele, as empresas de Internet devem seguir o caminho de formalização e da melhoria da gestão. “Não tem como um órgão público financiar quem não tem governança, gestão e não audita os demonstrativos financeiros”, sinalizou, ao apresentar o que o banco tem feito para fomentar o acesso ao crédito por parte dos ISPs.

Até 2019, o BNDES quer ter estabelecido um plano de fomento estratégico em conjunto com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC); alcançar a marca de dez financiamentos diretor; ter um parceiro nacional e três regionais para o Fundo Garantidor para Investimentos (FGI); contar com novo produto para operações a partir de R$ 1 milhão; ter estudo sobre a viabilidade de fundos específicos e usar o FUST reembolsável.

Rivera explicou, em palestra no Encontro Nacional Abrint 2018, que acontece em São Paulo, que, no segundo semestre, será feito um piloto do novo produto está sendo elaborado que prevê plano de investimentos a partir de R$ 1 milhão. “O produto é inovador por quebrar etapas do processo e deixa-lo mais ágil. O trâmite será simplificado, sem balanço auditado para entrada”, explicou.

Outra iniciativa do banco é colocar o Finem Telecom para R$ 10 milhões. Atualmente, o programa de financiamento é a partir de R$ 20 milhões para a universalização da banda larga e para a expansão e modernização da infraestrutura de telecomunicações. Além disto, o BNDES quer expandir parcerias e FGI para usar o fundo para garantir operações mais arriscadas no BNDES. “Para 2019, entendemos como fundamental o compartilhamento de risco de crédito com o agente financeiro. Uma experiência piloto será feita com ABDE”, disse.  

Ao comentar o status atual de financiamento, Rivera apontou que cinco provedores estão em processo de análise de investimentos diretos e que foram realizadas reuniões positivas com dois agentes financeiros para uso do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI). “Se viabilizado, o Fust reembolsável será o principal instrumento”, salientou. Na abertura do Encontro Abrint 2018, o ministro Gilberto Kassab, se disse 'frustrado' com a demora do BNDES em liberar linhas de financiamento às empresas de Internet.


Plataforma consumidor.gov.br atinge a marca de 2 milhões de registros

No ano passado, o índice médio de solução de conflito foi de 81%.  Projeto completa cinco anos e envolve a Secretarian Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e o Tribunal de Justiça de São Paulo.

Projeto de Lei quer enquadrar apps como 99 e Uber no Código do Consumidor

Hoje, diz o autor do PL, deputado Sérgio Vidigal (PDT/ES), o atendimento desses aplicativos é insatisfatório e viola as normas existentes de defesa do consumidor. Uma das medidas impostas é a obrigação de ter um SAC por telefone, funcionando 24 horas.

INPI promete reduzir prazo para registro de chips de 70 para 7 dias

Sistema batizado ‘e-Chip’ permitirá a solicitação online no caso de topografias de circuitos integrados. Plano de digitalização dos serviços também prevê que o Instituto vai aceitar pagamento por cartão, no lugar da GRU. 

Governo de São Paulo oficializa programa SP Sem Papel

Primeira etapa do projeto será implantada neste mês nas Secretaria de Governo, Casa Civil, Fazenda e Planejamento, Educação, Saúde, Desenvolvimento Regional e na Prodesp. Iniciativa será finalizada em 2020, com a adesão da administração indireta. Servidores serão treinados por EAD.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G