TELECOM

Proposta da Anatel reduz alíquota do Fistel a zero e amplia uso do Fust

Luís Osvaldo Grossmann ... 24/05/2018 ... Convergência Digital

Para viabilizar a internet das coisas no Brasil, a Anatel apresentou junto com o plano estrutural de redes, que aponta as carências do país nesse terreno, uma proposta de minuta de projeto de lei que zera a alíquota do Fistel para a nova onda tecnológica e muda o uso do Fust, que fica maior mas com uso ampliado para serviços no regime privado.

“Só vamos ter a internet das coisas que desejamos no Brasil se conseguirmos solucionar a infraestrutura e a questão fiscal. A proposta de PERT traz essa resposta ao levanta a situação da infraestrutura e aponta os projetos que devem ser priorizados. E também apresenta onde vamos buscar os recursos. Para isso a gente precisa destravar os fundos”, explica o conselheiro Aníbal Diniz, autor da proposta que aguarda aprovação do Conselho Diretor da agência. 

“Fizemos uma sistematização dos 61 projetos sobre o assunto na Câmara e 19 no Senado e estamos apresentando uma proposta que altera simultaneamente quatro leis: a LGT, a Lei do Fust, a Lei do Fistel e o Programa Brasil Maior. É para resolver o travamento do Fust, aumentá-lo e diminuir o Fistel”, afirma o conselheiro, que discutiu o assunto nesta quinta, 24/5, no Painel Telebrasil 2018.

Ele explica que as mudanças não farão as empresas desembolsarem mais para os fundos setoriais. Além da alíquota zero para IoT, o Fistel será reduzido em cerca de 80%, enquanto o Fust passaria de 1% para 3% do faturamento bruto das operadoras. “O mais importante é a proposta de taxação zero, isenção total para a internet das coisas. O setor só tem a ganhar se o projeto for adotado pelo Presidente da República para levar ao Parlamento”, defende Diniz.


Revista do 62º Painel Telebrasil 2018
Veja a revista do 62º Painel Telebrasil 2018 Brasil Digital: O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018.
Edição, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.
Clique aqui para ver outras edições

Oi se posiciona como prestadora de serviços de TI

Tele estruturou serviços como segurança cibernética, big data e gestão integrada. "Entender as dores e as necessidades do cliente é uma obrigação", afirma Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing do Corporativo da Oi.

"Estamos comprometidos com o futuro do Brasil", diz CEO da Telefónica

Em reunião geral dos acionistas, realizada em Madrid, o presidente do conselho e CEO da Telefónica José María Álvarez-Pallete, afirmou que o Brasil é um dos países que mais vai crescer no mundo com a revolução digital.

Câmara proíbe teles de enviarem mensagens comerciais a clientes

Projeto de Lei 757/03 altera a LGT para vedar o envio de mensagens comerciais próprias ou de terceiros para os celulares dos clientes da telefonia móvel. Terminativo na CCJ, PL segue direto ao Senado. 

Novo projeto de lei prevê cobertura celular obrigatória de 60% das estradas

PL 1721/19 prevê inclusão da medida nas futuras licitações da Anatel. Texto precisa passar pelas comissões de ciência e tecnologia, finanças e tributação e de constituição e justiça. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G