Home - Convergência Digital

Teles: suspensão das operações da ZTE não afeta infraestrutura nacional

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 11/05/2018

As operadoras brasileiras já estavam migrando ou se desfazendo dos equipamentos da ZTE antes de a crise da fabricante com o governo dos Estados Unidos estourar. Procuradas pelo Convergência Digital, as teles afirmaram que não correm risco nas suas infraestruturas por conta da possível saída da chinesa no mercado. A maioria afirma ter 'poucos equipamentos ativos e/ou migraram para outros fornecedores'.

A ZTE Brasil, também procurada, não quer falar. Tampouco confirma se as operações no País foram paralisadas. Informa apenas que segue o comunicado global da fabricante, publicado no portal. Nele, a ZTE diz que foi obrigada a suspender as operações por conta das duras sanções comerciais impostas pelo governo dos EUA.

A Anatel, também procurada pelo Convergência Digital, disse que o assunto não faz parte do seu escopo por se tratar de uma fornecedora de equipamentos e não de uma operadora de telecomunicações. As sanções dos EUA à companhia chinesa aconteceram após investigações mostrarem que a fabricante chinesa revendeu tecnologia americana para o Irã, o que era proibido à época.

A ZTE firmou um acordo, pagou US$ 1,2 bilhão em multas e se comprometeu a demitir executivos. No entanto, descobriu-se que a maioria dos executivos não apenas foi mantida, como recebeu bônus por produtividade. Diante disso, os americanos elevaram o tom e proibiram empresas locais de negociar com a ZTE, entre elas a Qualcomm, fornecedora de chips, e a Google, com o sistema operacional Android.

*Com agências internacionais

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

11/05/2018
Teles: suspensão das operações da ZTE não afeta infraestrutura nacional

03/04/2014
Na Europa, tarifas de roaming acabam em 2015

Destaques
Destaques

Brasileiro cada vez mais assiste TV conectado à Internet

Pesquisa mostra que 46% dos entrevistados disseram que 'sempre' navegam na Rede enquanto assistem televisão. O smartphone é o dispositivo mais usado para navegar na Internet.

Celular é o meio mais usado para as transações bancárias

Pesquisa Febraban mostra que no mobile banking, as transações pularam de 18,6 bilhões para 25,6 bilhões, um incremento de quase 40%. Já as feitas pela Internet registraram pequeno crescimento passando de 15,5 bilhões para 15,8 bilhões em 2017.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A grande oportunidade da IA no negócio do carro conectado

Por: Eduardo Prado *

Os dados do seu carro vão valer ouro e não falta muito para isso, antecipa o consultor Eduardo Prado, em artigo exclusivo ao portal Convergência Digital.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site