Home - Convergência Digital

Nextel Brasil tem melhor performance em dois anos, mas ainda registra prejuízo operacional

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 08/05/2018

A controladora da Nextel Brasil, NII Holdings manteve o prejuízo operacional no primeiro trimestre de 2018, mas a operação brasileira apresentou sinais de recuperação. Nos resultados financeiros divulgados nesta terça-feira, 08/05, a NII Holdings registrou receitas operacionais consolidadas de US$ 181 milhões, prejuízos operacionais consolidados de US$ 14 milhões e OIBDA (resultado operacional antes de depreciação e amortização) ajustado consolidado negativo de US$ 8 milhões. O OIBDA consolidado ajustado da empresa excluiu o impacto da depreciação de ativos não monetários, custos de reestruturação e outros itens não recorrentes. No trimestre, as despesas de capital foram de US$ 8 milhões.

A Nextel Brasil apresentou uma melhora dos seus resultados de assinantes de 3G/4G no primeiro trimestre de 2018, com adição líquida de 92,9 mil assinantes, um aumento de 66,1 mil assinantes em relação ao quarto trimestre de 2017 e o maior nível de adição líquida de assinantes 3G/4G em mais de dois anos. Além disso, o churn na base de assinantes 3G/4G do primeiro trimestre foi de 2,37%, uma redução de 110 pontos-base em relação ao quarto trimestre de 2017, atingindo o seu nível mais baixo em mais de três anos. No período, houve migração de 34,8 mil assinantes da rede iDEN para a rede 3G/4G, um aumento de 11,3 mil assinantes quando comparado ao quarto trimestre de 2017.

A Nextel Brasil reduziu o churn 3G/4G para 2,37%, o que resultou  em uma adição líquida de 93 mil assinantes à base nos três primeiros meses do ano. Outros indicadores seguem em recuperação, entre eles, o net promoter score, o qual, informa a Nextel Brasil, a partir de pesquisas próprias, aumentou para 33 pontos desde abril, atingindo o nível mais elevado entre as operadoras de telefonia móvel no Brasil.

"Em relação aos nossos resultados financeiros, conseguimos limitar a perda de OIBDA ajustado para US$ 8 milhões no primeiro trimestre. Olhando para o futuro, manteremos o foco na promoção de crescimento saudável da base de assinantes na plataforma 3G/4G. Esperamos que o desligamento de nossa rede iDEN, no segundo trimestre, terá algum impacto nos resultados, mas seguimos alinhados para atingir o guidance para o ano”, enfatiza Roberto Rittes, CEO da Nextel Brasil.

No primeiro trimestre, a receita média mensal por assinante (ARPU) da Nextel Brasil foi de US$ 17, o custo por adição bruta (CPGA) foi de US$ 77 e o custo médio para retenção de usuários (CCPU) foi de US$ 16. Ao final do período, as fontes de financiamento da NII Holdings totalizavam US$ 297 milhões, incluindo US$ 187 milhões de caixa livre disponível (caixa não restrito) e investimentos de curto prazo e US$ 110 milhões em recursos mantidos em juízo para garantir obrigações indenizatórias relacionadas à venda da Nextel México.

“Os resultados obtidos no primeiro trimestre representam um momento de virada para nós por diversas razões. Retomamos o crescimento da base de assinantes pela primeira vez em mais de dois anos e crescemos a receita de 3G/4G pela primeira vez em quatro trimestres”, diz Dan Freiman, CEO da NII Holdings. Em 1° de janeiro de 2018, a empresa implementou o código de normas contábeis (Accounting Standards Codification) n° 606, “Receita de Contratos com Clientes”, que no primeiro trimestre de 2018 reduziu a receita operacional e as despesas com vendas, gerais e administrativas da empresa em US$ 4 milhões e US$ 6 milhões, respectivamente.

*Com informações da Nextel Brasil

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/08/2018
Prejuízo acelera processo de venda da Nextel Brasil

15/06/2018
Nextel mira a classe C para viabilizar operação no Brasil

08/05/2018
Nextel Brasil tem melhor performance em dois anos, mas ainda registra prejuízo operacional

19/04/2018
Nextel vai pagar R$ 68 milhões pela migração para SMP

08/03/2018
Grupo sueco desiste de assumir controle da Nextel Brasil

08/03/2018
Nextel Brasil dá prejuízo, mas se diz 'energizada' para executar plano de 2018

08/01/2018
Nextel afirma contar com R$ 1,33 bi para expandir 3G/4G

05/12/2017
Anatel nega cautelar para afastar fundo da Oi, mas vai apurar controle da Nextel

08/11/2017
Nextel abre as portas às OTTs e diz buscar a 'alma' no Brasil

01/11/2017
Nextel prorroga dívida com BB e Caixa Econômica Federal

Destaques
Destaques

FCC, dos EUA, impõe ‘Lei das Antenas’ para acelerar redes 5G

Regra aprovada pelo regulador dos Estados Unidos prevê entre 60 e 90 dias como prazo máximo para licenças de instalação de equipamentos, em especial, para as small cells. Lá também há burocracia e o prazo de espera pode chegar a um ano. No Brasil, a situação não é diferente.

BNDES recebe 54 projetos de IoT e selecionados terão apoio de R$ 30 milhões

São 23 projetos que propõem soluções de Internet das Coisas para cidades, 17 para saúde e 14 para campo. Juntos, envolvem investimentos de R$ 360 milhões. Banco vai selecionar, até outubro, as empresas que vão receber empréstimos não reembolsáveis.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site