SEGURANÇA

NIC.br contrata plataforma para proteger centro de operações de ataques DDOs

Convergência Digital ... 18/04/2018 ... Convergência Digital

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), responsável por implementar as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) contratou a plataforma SP, da NETSCOUT Systems, para fortalecer a capacidade de defesa do seu Centro de Operações de Rede, protegendo sua infraestrutura contra os ataques de negação de serviço, ou DDoS (Distributed Denial of Service). Em 2017, o Brasil foi o quinto país mais visado por ataques DDoS. Esse quadro levou o NIC.br a tomar medidas proativas para aprimorar a capacidade de detecção e mitigação de ameaças, com o objetivo de assegurar a disponibilidade de seus recursos de rede.

A plataforma NETSCOUT Arbor SP oferece recursos abrangentes de visibilidade e geração de relatórios para que o NIC.br possa detectar e entender as ameaças à disponibilidade de seus recursos de rede, além de aprimorar a engenharia de tráfego, os relacionamentos de peering e o desempenho de serviços. Componente essencial da solução SP, o sistema de gerenciamento de ameaças, TMS (Threat Management System), remove cirurgicamente o tráfego de ataque da rede sem interromper seus serviços essenciais.

“Foi um projeto cuidadosamente pensado para reforçar nossa capacidade de resistência em um cenário de ataque”, diz o Gerente de Sistemas do NIC.br, Marcelo Gardini. “Hoje, quem quer que esteja conectado à Internet irá sofrer um ataque. Não se trata de ser ou não ser atacado. O ataque vai acontecer, e você deve estar preparado. Com a implementação da solução NETSCOUT Arbor, podemos realizar a mitigação de forma mais simples e automatizada. Várias técnicas de mitigação que utilizamos, estão agora integradas em uma única interface e uma única ferramenta”.

“É certamente uma honra ter nossa solução escolhida pela equipe altamente profissional do NIC.br. O time do NIC.br hoje domina todos os aspectos de nossa solução, conseguindo utilizar todos os recursos que oferece como ferramenta de proteção para reforçar a capacidade de resistência de seu NOC (Network Operations Center) e manter sempre disponível a sua rede”, completou Geraldo Guazzelli, country manager da NETSCOUT Arbor no Brasil.


Administradora de shopping centers revela ataque cibernético

Ao mercado a Aliansce Sonae informou que a invasão aconteceu em maio e a companhia admite que, algumas informações possam ter sido acessadas, mas que elas não eram estratégicas.

PF caça quadrilha que teria vazado dados do presidente Bolsonaro e de mais de 200 mil servidores

Ação policial acontece nos Estados do Rio Grande do  Sul e Ceará. Organização teria invadido sistemas de universidades, prefeituras e câmaras de veradores.

Para Idec, ação comprova que Metrô de SP não garante segurança de reconhecimento facial

Segundo entidade, que move processo contra o Metrô, empresa falhou em não realizar estudo para implantar a tecnologia. 

Bancos querem prisão por até 18 anos para cibercriminosos

Instituições financeiras pedem a aprovação urgente do PL 2638, apresentado na Câmara, pelo deputado Marcelo Ramos, PR/AM, que impõe punição rigorosa às fraudes cibernéticas. "A impunidade é um incentivo", diz Adriano Volpini, do Itaú-Unibanco.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G