SEGURANÇA

Botnets continuam hospedadas e ativas em cinco países da América Latina

Luiz Queiroz* ... 17/04/2018 ... Convergência Digital

Relatório sobre ameaças no ciberespaço divulgado pela CenturyLink - o segundo maior provedor de comunicações dos Estados Unidos para clientes corporativos globais, em mais de 60 países - aponta para o crescimento das botnets. De acordo com a empresa, na América Latina, os cinco principais países que hospedam a maioria dos servidores de comando e controle (C2s), que controlam as botnets, são Brasil, México, Argentina, Colômbia e Chile. Eles registram o maior volume de tráfego de internet malicioso em 2017.

Outros países com infraestruturas robustas de comunicação também forneceram inadvertidamente largura de banda para ataques IoT DDoS, e acabaram por ser algumas das maiores vítimas em volume de ataques de comando. Os cinco principais países em tráfego de ataques bot são Estados Unidos, China, Alemanha, Rússia e Reino Unido.

O malware "Mirai" e suas variações têm sido o foco de coberturas consistentes na mídia, mas em 2017 os Laboratórios de Pesquisas sobre Ameaças da CenturyLink testemunharam ataques "Gafgyt", afetando mais vítimas com ataques notavelmente mais longos.

A CenturyLink coleta 114 bilhões de registros de NetFlow todos os dias, capturando mais de 1.3 bilhão de ocorrências de segurança diariamente e monitorando 5.000 servidores C2 conhecidos de forma contínua. Responde e mitiga, cerca de 120 ataques DDoS por dia e remove aproximadamente 40 redes C2 por mês.

O relatório e os alertas da CenturyLink sobre ataques são provenientes de um dos maiores backbones IP do mundo, uma infraestrutura crítica que apoia todas as operações globais da empresa, e asseguram o seu conjunto completo de soluções de segurança, incluindo detecção de ameaças, monitoramento seguro de registros, mitigação DDoS e soluções de segurança baseadas em rede.

Para ter acesso ao relatório clique nesse Link.

*Com informações da CenturyLink.


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Bancos ingleses têm três meses para mostrar planos de segurança cibernética

No Brasil, resolução do Banco Central, de abril deste 2018, deu um ano para que as instituições financeiras aprovem políticas de segurança e planos de resposta a incidentes.

Golpe do PIS no WhatsApp atinge mais de 116 mil pessoas em 24 horas

Hackers estão agindo oportunamente por meio de dois links maliciosos que oferecem a suposta possibilidade de consultar o saldo a ser recebido.

Defesa nacional fará exercício de guerra cibernética com setores nuclear e financeiro

Exercício Guardião Cibernético envolverá Angra I e II, Nuclebrás, Banco Central, Bovespa e bancos privados.

Hackers repaginam golpe usando o Uber no Brasil

Campanha é antiga, mas ganhou nova roupagem para despertar o interesse do usuário com um suposto desconto de R$ 100 nos serviços do app de transporte.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G